BRASIL

TCU suspende fusão entre Oi e Brasil Telecom

De acordo com a medida cautelar, do ministro do TCU Raimundo Carreiro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), não dê anuência prévia à operação

Por Redação
17/12/2008 • 15h28
Compartilhar

Uma medida cautelar do Tribunal de Contas da União (TCU) suspendeu, nesta quarta-feira (17), a fusão entre as empresas Oi e Brasil Telecom (BrT) até que o tribunal tenha acesso a mais informações sobre a operação.

De acordo com a medida cautelar, do ministro do TCU Raimundo Carreiro, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), não dê anuência prévia à operação "até o momento não demonstrou que detém informações suficientes, necessárias e exigidas em lei para decidir fundamentadamente sobre a possibilidade da fusão".

Se aprovada, a fusão deve gerar uma nova empresa que deterá 50% da geração de receita do setor, 64% dos acessos fixos instalados e um mercado que abrangerá 90% do território nacional.

A anuência da Anatel é um pré-requisito para que o negócio entre a Oi e a Brasil Telecom seja fechado. As duas empresas pretendem receber essa autorização ainda este ano, antes do período de recesso da agência.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de Brasil

VEJA MAIS