CULTURA

Grupos de dança de Três Lagoas recebem premiações em festival nacional

Evento foi realizado em Ilha Solteira, interior de São Paulo

Por Steffany Pincela
26/07/2017 • 09h10
Compartilhar

Quatro grupos de dança de Três Lagoas receberam premiações e troféu durante festival em Ilha Solteira (SP). A 8º Edição do Festival “Corpo e Alma Nacional" foi realizado nos dias 15 de 16 de julho, na Casa da Cultura Raquel Dossi.

O Grupo Expressão de Dança do Ventre ganhou o segundo lugar na categoria livre adulto de dança do ventre RM. Studio de dança Bricio Dance, que apresentou a coreografia “Branca de Neve e os Sete Anões”, com o núcleo infantil, ficou na segunda colocação, na categoria Jazz.

Jimmy Elliot, professor de dança, levou o segundo lugar na categoria jazz livre infantil solo, com a apresentação da aluna Anna Mel de Barros, de dez anos.

O Pole Studio A, levou o prêmio de primeiro lugar na categoria solo infantil com a apresentação da aluna Ingrid Molina, de 12 anos.

A diretora do Grupo Expressão, Pâmela Maiara Dourado, explica que já participou com o grupo em outras edições do festival. "Nós participamos da 6ª ediação e ficamos em 1º lugar na categoria livre e da 7ª edição ganhamos como grupo revelação", contou.

O Festival

A 8º Edição do Festival “Corpo e Alma Nacional", é uma forma de mostrar e divulgar grandes interpretações coreográficas, oferecendo oportunidades de intercâmbios entre os grupos. Este espaço viabiliza uma competição de diversificados trabalhos com diferentes interpretações, possibilitando ao público presente a uma noite agradável e de incríveis produções artísticas.

A avaliação foi composta por jurados de grandes nomes do meio artístico. O desempenho foi avaliado de acordo com os critérios artístico definido na diversidade do Street dance e Estilo livre e Ballet.

Os jurados avaliaram: expressão facial, conjunto, utilização do espaço, figurino, criatividade e técnica.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de Cultura

VEJA MAIS