Três Lagoas, 05 de agosto(67) 99229-0519
JPNEWS: SUZANO

Preço do etanol em Três Lagoas é o segundo mais caro do Centro Oeste

Segundo levantamento da ANP, o preço médio do combustível revendido em Três Lagoas, é de R$ 3,31 perdendo só para Brasília

Por Jonas Turolla
18/03/2017 • 10h25
Compartilhar

Um levantamento feito com dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) apontou que o preço do etanol revendido em Três Lagoas é o segundo mais caro da região Centro-Oeste. A pesquisa levou em conta informações coletadas pela agência entre os dias 5 e 11 de março, nas principais cidades dos estados do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal.

De acordo com o estudo, o preço médio do combustível em Três Lagoas é de R$ 3,31, abaixo apenas do preço revendido em Brasília , capital federal, a média do litro salta para R$ 3,37. Já nas outras capitais, como Cuiabá, por exemplo, a diferença de valores assusta. Para se ter uma ideia, o preço médio do etanol praticado em postos cuiabanos chega a ser R$ 0,69 mais barato do que nas bombas três-lagoenses.

Ou seja, para encher um tanque de 45 litros com etanol dos postos de Três Lagoas, o consumidor gastaria cerca de 26% a mais do que na capital mato-grossense. Neste mesmo caso, mas em relação ao etanol revendido em Campo Grande, a diferença de gastos seria menor, mas ainda considerável: 18,7%. “Não está compensando (abastecer com etanol em Três Lagoas). Eu gasto, em média, meio tanque por dia. É um custo/benefício que não compensa”, disparou o taxista Valcídio Queiroz.

Proprietário de um posto de combustível de bandeira branca em Três Lagoas, Luiz Carlos Vissoto tentou explicar o porquê do preço abusivo na cidade. “Nosso estado cobra 25% na alíquota de imposto do etanol. A promessa do governador era igualar a alíquota com São Paulo, que é de 12%, mas ele recuou. Mato Grosso conseguiu. Tem também o problema da distância, do transporte. As bases de combustível do Estado ficam em Campo Grande. Ou seja, o custo do transporte dentro de Campo Grande é praticamente zero. Já o transporte para Três Lagoas tem frete, são mais de 300 quilômetros, o que encarece o produto”, afirmou.

Declarações como as de Valcídio e de Luiz Carlos corroboram também os números de outro levantamento, desta vez elaborado pela UNICA, União da Indústria de Cana-de açúcar. Segundo os últimos dados divulgados pela entidade, o consumo de etanol no Mato Grosso do Sul registrou o seu menor índice desde o início da série histórica, em 2013: 6,9 milhões de litros consumidos em janeiro deste ano. Uma queda de 26% em relação ao mês anterior.

Além do etanol, a gasolina revendida em Três Lagoas também figura entre as mais caras do Centro-Oeste. O preço médio do combustível nos postos da cidade é de R$ 3,99, ‘perdendo’ apenas para os municípios de Alta Floresta, no Mato Grosso, e de Jataí, em Goiás. A reportagem do Jornal do Povo entrou em contato com o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul), mas a entidade se recusou a comentar preços de combustíveis.
 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS