MS

Com aulão de ritmos e prêmios, 7ª Caminhada do Servidor será sábado

Como nas últimas edições, não há necessidade de realizar inscrição antecipada

Por Redação
22/08/2017 • 17h00
Compartilhar

Com objetivo de promover a qualidade de vida do servidor público de Mato Grosso do Sul, o Governo do Estado por meio da Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD) realiza neste sábado (26), aniversário de 118 anos de Campo Grande, a 7ª edição do Circuito de Caminhadas do Servidor. A temática deste ano será o “Agosto Lilás” que visa sensibilizar a sociedade sobre o enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher.

Como nas últimas edições, não há necessidade de realizar inscrição antecipada, como explica o titular da SAD, Carlos Alberto de Assis. “A Caminhada do Servidor é um momento de descontração e lazer, não só para os colaboradores do Estado, mas um evento planejado para receber toda a família desse servidor. Além do incentivo a prática de atividade física, são momentos únicos de integração entre as famílias” avaliou.

O ponto de concentração será a partir das 8h em frente à Governadoria, onde será entregue um número limitado de camisetas oficiais do evento e o ticket para concorrer a prêmios. Além de stands com aferição de peso,pressão, e glicemia, bioimpedância, quick massagem, aulão de ritmos, distribuição de mudas para plantio, haverá brinquedoteca para as crianças.

O circuito de 4 km será percorrido no entorno da avenida do Poeta Manoel de Barros, no Parque dos Poderes, em direção à unidade do 6º Grupamento dos Bombeiros Militar (GBM), local onde será feito retorno ao ponto de partida. O trajeto contará com orientação de profissionais de educação física, e pontos de apoio com água para hidratação dos servidores.

Promovida pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da SAD, através da Coordenadoria Especial de Gestão de Pessoas (Cegesp). (Informações Notícias MS)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de

VEJA MAIS