MS

Plano Estadual de Cultura Exportadora vai gerar mais renda ao Estado

Evento acontece hoje (14), a partir das 9h30, no auditório da Cada da Indústria

Por Redação
14/12/2017 • 10h00
Compartilhar

O Plano Estadual de Cultura Exportadora, o Exporta/MS, será lançado nesta quinta-feira (14), em parceria com o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). A intenção é reunir empresários para fomentar as exportações de produtos industrializados, com maior valor agregado e que geram mais renda para Mato Grosso do Sul.

O evento é realizado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e contará com a presença do coordenador do Programa Nacional do MDIC, Victor Maselli.

As exportações têm grande participação na economia sul-mato-grossense, representando de 5 a 6% do PIB nos últimos anos, valor muito acima da média nacional. A retomada da balança comercial começou em 2015 com exportações liquidas positivas, posicionando o setor como com estratégico para o crescimento do Estado e para as divisas do país.

Os números compilados pela equipe econômica da Semagro mostram que Mato Grosso do Sul trabalha para fortalecer sua balança comercial, exemplo disso é a participação de produtos industrializados que cresceu 10% nos últimos anos e soma, em 2017, 40% do total de exportações.

O secretário da pasta, Jaime Verruck, explica que o Brasil ainda é iminentemente exportador, com muitas barreiras para importação e, sob o ponto de vista estratégico, precisa a pensar em longo prazo. “Brasil precisa se reposicionar buscando mercado com o que queremos vender e não com o que os outros querem comprar”.

Para ele entre os desafios está a burocracia, o sistema de exportação inadequado, questionamento da Lei Kandir, e o fato de apenas vender o que os outros querem comprar. “Pensar na diversificação da pauta exportadora, agregação de valor aos produtos, novos mercados e nichos dentro deles. Por isso Exporta MS vai traduzir regionalmente o que o Estado precisa para se desenvolver nesse setor”.

A tendência é de que nos próximos anos o Mato Grosso do Sul seja um grande exportador de proteína animal e não mais vegetal, mas para isso é preciso um conjunto de ações, como capacitações, avaliação de mercado, participação de feiras, treinamento, promoção, comercialização. “É a mudança da cultura, do comportamento”.

Programa Nacional

O Ministério lançou o Plano Nacional em 8 de dezembro, para ser ampliado a 25 estados a fim de difundir a cultura exportadora e contribuir para a ampliação do número de empresas que exportam.

O Programa oferece ao setor produtivo ferramentas de capacitação, consultoria e inteligência comercial, focado em aumentar o número de micro, pequenas e médias empresas no comércio exterior.

O evento acontece hoje (14), a partir das 9h30, no auditório da Cada da Indústria, localizado na avenida Afonso Pena, 1.206, Amambaí. (Informações da Semagro)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de MS

VEJA MAIS