Três Lagoas, 05 de agosto(67) 99229-0519
JPNEWS: SUZANO

Norte-coreanos lançaram mísseis no Mar do Japão

Lançamento aparentemente foi um sinal de protesto contra os atuais exercícios conjuntos de forças dos Estados Unidos, da Coreia do Sul e de outros país

Por Redação
06/03/2017 • 11h00
Compartilhar

A Coreia do Norte lançou neste domingo de um a quatro mísseis balísticos não-identificados ao Mar do Japão, segundo fontes oficiais de Tóquio e Seul.

O lançamento aparentemente foi um sinal de protesto contra os atuais exercícios conjuntos de forças dos Estados Unidos, da Coreia do Sul e de outros países. Ele aconteceu às 20h06 de ontem (5), pelo horário de Brasília.

Os projéteis foram lançados a partir de uma área próxima à estação de lançamento de mísseis Dongchang Ri e aterrissaram  no Mar do Japão, na Costa Leste da Coreia do Norte,. A informação é da agência de notícias sul-coreana Yonhap, que citou fontes do Estado Maior do Exército do seu país. A agência mencionou um único projétil, segundo a agência argentina Télam.

Já o porta-voz do governo do Japão, Yoshihide Suga, fez referência a quatro mísseis, dos quais três teriam caído na Zona Econômica Especial, a cerca de 370 quilômetros das costas japonesas, segundo a agência EFE.

No último dia 12 de fevereiro, a Coreia do Norte havia lançado na mesma direção um míssel de médio alcance a partir da base aérea de Banghyeon, próxima a Dongchang Ri, ato condenado pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

Dongchang Ri está localizada próxima à fronteira com a China. Desta localidade, no ano passado, o governo da Coreia do Norte lançou um foguete, o que também foi reprovado pela ONU, que interpretou o fato como uma violação das resoluções que impedem que a Coreia do Norte use esse essas tecnologias. (Agência Brasil)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS