Especial de Natal

Três-lagoenses relatam como é nascer no Natal e ‘disputar’ festa com Jesus

Estudante fala sobre confusão na hora de parabenizar e que sempre ganha apenas um presente

25/12/2017 06:30


O Natal, celebrado no dia 25 de dezembro representa o nascimento de Jesus Cristo. Data em que muitas pessoas aproveitam para trocar presentes com parentes e amigos e reunir família para a ceia em volta de uma mesa farta. A celebração é também o dia de comemorar o aniversário de tantas outras pessoas – as “Natálias” Brasil afora. O JPNEWS conheceu a história de duas três-lagoenses que fazem aniversário neste dia relatam que a "concorrência" muitas vezes é desleal, já que nem sempre conseguem atrair todas as atenções. Apesar disso, sempre ganham os parabéns em meio às ceias natalinas e a festa fica ainda melhor.

A estudante Rayane Nathalya Ribeiro Lima, que completa 16 anos hoje (25), relata que, principalmente, durante a infância, dividir a atenção na hora dos cumprimentos não era divertido. “Apesar disso, eu gosto de fazer aniversário neste dia. É um dia abençoado, de festividades”, comenta. Na opinião dela, receber apenas um presente é algo frustrante. “Naturalmente, todos irão receber algum presente neste dia. E também recebem no dia do aniversário. Por que na minha vez, é apenas um?”, questiona.

Em tom de brincadeira, a auxiliar de estoque, Natalice de Sousa Cassiano, relata que durante todos os anos o dia do aniversário dela sempre foi motivo de piada. Ela faz aniversário hoje, mas não quis revelar a idade, pois não gosta de falar sobre isso. Na foto, ela posa segurando um bolo com uma vela de ponto interrogação, afinal, poucas pessoas sabem qual é a idade dela. “Todos os meus amigos aproveitam para falar ‘iiihh, olha só quem vai ganhar um presente apenas’”, conta.

Por conta de tantas piadas, no aniversário de 2016 ela, finalmente, ganhou dois presentes. “Eu tinha me cansado de tantas brincadeiras e pedi incansavelmente por dois presentes para meus filhos e funcionou!”, relembra.

De tabela

Mas até quem não nasceu no dia de Natal leva nome em homenagem. É o caso do meteorologista da  Estação Anhanguera/Uniderp, Natálio Abrahão Filho, que nasceu em 30 de janeiro e leva o mesmo nome que o pai. “Ele sim nasceu no dia 25 de dezembro. Inclusive, nasceu em Jerusalém, na época pertencia a Palestina. Meu nome não tem nenhuma relação com à data, mas sempre sou alvo deste tipo de pergunta”, brinca.

 


Tatiane Simon