Violência Doméstica

Violência contra mulher tem números alarmantes

Três Lagoas é responsável por um em cada quatro casos de violência doméstica no Estado

12/06/2021 15:15


A Delegacia de Atendimento à Mulher de Três Lagoas registrou 519 ocorrências de violência doméstica nos primeiros cinco meses de 2021. De janeiro a maio do ano passado, foram registradas 498 ocorrências - aumento de 4,21%.

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, Três Lagoas segue na contramão do Estado que registrou 120 casos a menos nesse ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. Em todo Mato Grosso do Sul, de janeiro a maio do ano passado, 2.235 ocorrências de violência doméstica foram registradas, enquanto que, em 2021, houve o registro de 2.115 casos.

Três Lagoas registrou dois casos de feminicídio  no primeiro semestre de 2021, sendo que um deles envolveu o companheiro da vítima e, o outro, o filho. “O feminicídio é a ponta do iceberg”, explica a Delegada da Mulher Letícia Mobis. “Geralmente quando ele acontece, a mulher já sofreu vários casos de violência e, na maioria dos casos, a gente vê que não tinha sequer uma medida protetiva”, comenta a delegada.

Letícia ainda pontua que, em levantamento feito pelo governo do Estado, descobriu-se que 87% das vítimas de feminicídio não tinham medida protetiva ou mesmo um boletim de ocorrência registrado.

Com o intuito de diminuir esse índice, a Subsecretaria de Políticas Públicas para a Mulher do de Mato Grosso do Sul lançou neste mês, a Campanha Estadual de Combate ao Feminicídio. A campanha busca sensibilizar e conscientizar a população, com lives de discussões e palestras sobre o tema, além da criação do portal Não se Cale (naosecale.ms.gov.br), com diversas informações a respeito do assunto.


Lucas Casasco