MP E PROCON

Bancos são autuados por irregularidades na Capital

Inúmeras denúncias foram feitas contra as instituições bancárias

15/06/2021 09:30


O Ministério Público Estadual em conjunto com a equipe da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor - Procon/MS, atendendo a  inúmeras  denúncias de consumidores (clientes), realizou fiscalização em várias  agências de diferentes bancos. Durante a operação cinco delas foram autuadas, algumas com alta reincidência nas infrações  detectadas que configuram desobediência ao Código de Defesa do Consumidor.

Entre as unidades de organizações bancárias visitadas foram autuadas por prejudicarem os cidadãos,  duas agências do Bradesco ( avenida Afonso Pena 1 826 e Bandeirantes 1 150) ambas com alta reincidência em irregularidades e denúncias, do Banco do Brasil (avenida Afonso Pena 2 202 – com alta reincidência em irregularidades e denúncias -  e  da  rua Maracaju 1564, com índice menor) e  Banco Santander (rua Barão do Rio Branco 1 390).

Em todas as  agências  fiscalizadas foram encontradas irregularidades como excesso de  espera – de até duas horas  de espera para a retirada de senhas - que somente são entregues quando da entrada na agência; mau  atendimento por funcionários, muitas  vezes sem qualquer cortesia,  em relação às pessoas que aguardavam, mesmo  aquelas  que apresentavam serem idosas, com crianças ao colo ou portadores de necessidades especiais.

Houve casos de negativa de prestação de serviço a pessoas com idade superior a 90 anos, por exemplo, ou negativa de fornecimento de cadeira a pessoa sem mobilidade física, tendo esta de ser carregada por familiar que também já era idoso, além de dezenas de pessoas com aposentadoria por invalidez sem qualquer informação disponibilizada pelos bancos. Todos os bancos cometeram esta infração.

Nas  agências visitadas foi constada a ausência de placas obrigatórias, como as da existência do Código de Defesa do Consumidor, atendimento prioritário, tempo máximo de espera em fila, horários de funcionamento entre outras.

 


Rosana Siqueira