45 dias

Vereadores paranaibenses reduzem prazo da comissão processante

A Comissão é destinada a investigar a existência de possíveis infrações referentes à falta de repasse ao Previm

20/09/2016 09:39


A Câmara de Vereadores de Paranaíba aprovou nesta segunda-feira (19), por cinco votos a fovor e quatro contra, o Projeto de Resolução 003/2016 de autoria da Mesa Diretora, que reduz o tempo de funcionamento de 90 para 45 dias da Comissão Processante destinada a investigar a existência de possíveis infrações político-administrativas referentes à falta de repasse dos valores pertencentes ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Paranaíba (Previm).

O assunto já estava se arrastando há algum tempo. Na noite de ontem, foi colocado em votação o Parecer favorável da relatora Maria da Graça, da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final.

Do total de três votos da Comissão, dois votos foram favoráveis, o de Marcos Magalhães, que acompanhou a relatora. E o voto contrário do vereador Adriano Caçula, que pediu para registrar em Ata o seu voto contrário e o fato de estar fora do prazo. Caçula ressaltou, ainda, que embora sendo membro da Mesa Diretora não subscreveu a autoria do Projeto de Resolução.

Na votação em plenário, quatro vereadores se manifestaram contra a aprovação do Parecer favorável, foram eles: Zé Carioca, Caçula, Baixinho e Bodinho. Enquanto outros quatro, Jane, Maria da Graça, Paulo Henrique e Marcos Magalhães votaram favoráveis. O voto de desempate foi dado pelo Presidente da Câmara, Maycol Queiroz, aprovando a redução do tempo de funcionamento da referida Comissão.

O presidente da Comissão, vereador Heliomar Cangussu (Baixinho) assegurou que irá iniciar os trabalhos a partir desta terça-feira (20). O prefeito Diogo Tita terá prazo reduzido para sua defesa.

 


Roberto Chamorro