POLÍTICA

Em dois meses, vereadores apresentam quase 300 indicações

Os vereadores tomaram posse em janeiro deste ano, mas os trabalhos foram iniciados em fevereiro, devido ao recesso parlamentar do primeiro mês do ano

Por Ana Cristina Santos
15/04/2017 • 09h10
Compartilhar


A Câmara de Vereadores de Três Lagoas encerrou o bimestre deste ano com 298 indicações de melhorias para a cidade e 62 requerimentos de informações do Executivo e outros setores públicos. Os vereadores tomaram posse em janeiro deste ano, mas os trabalhos foram iniciados em fevereiro, devido ao recesso parlamentar do primeiro mês do ano.

Para o presidente da Câmara, André Bittencourt, os números são fruto dos trabalhos dos vereadores, que percorrem a cidade, visitam repartições e colhem as reivindicações da população. “O trabalho não é só na sessão ou no gabinete. Cada vereador faz seu cronograma de visitas aos bairros, está ouvindo e fiscalizando questões de interesse da população para cobrar providências, tanto do Executivo, quanto de outros órgãos públicos”, declarou.

Bittencourt destacou o trabalho conjunto dos parlamentares como a “chave” do sucesso nesse início de legislatura. “Temos consciência de que, para conseguirmos melhores resultados, temos que trabalhar juntos. Quem ganha é o município. Divergências são naturais, porém, o importante é sabermos que estamos abertos para o diálogo e, desta forma, podemos chegar a um denominador comum para benefício da sociedade”, frisou.

De acordo com o balanço do Legislativo, 80% das indicações foram para melhorias na área de infraestrutura urbana, trânsito e manutenção de espaços públicos. Outros 20% foram destinados para melhorias na saúde, educação, segurança e esporte.  

O presidente da Câmara destacou ainda assuntos de relevância para a sociedade que foram debatidos na Casa, como  mudanças e sugestões de melhorias para o serviço da  Zona Azul, discussão sobre a permanência ou não de animais silvestres na Lagoa Maior e cobrança de melhoria no serviço de iluminação pública na cidade. 

AR- CONDICIONADO

Os vereadores aprovaram nesta semana, em regime de urgência, projeto de lei que autoriza a prefeitura comprar 89 aparelhos de ar-condicionado para atender nove escolas municipais.
Os aparelhos foram orçados em R$ 330 mil e serão adquiridos através de processo licitatório que será aberto nos próximos dias. 
O dinheiro, liberado pelo governo federal, já está na conta da prefeitura desde 2012, e não estava incluído no Orçamento deste ano. A aprovação do projeto foi necessária para autorizar a administração municipal utilizar o recurso.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de Política

VEJA MAIS