Três Lagoas, 28 de setembro
30º C
(67) 99229-0519

Corpo de ex-vereador e delegado será enterrado às 16h

Ex-presidente da Câmara, delegado aposentado, Fernando Milan morreu neste domingo

Por Ana Cristina Santos
10/07/2017 • 10h18
Compartilhar

O corpo do ex-presidente da Câmara de Vereadores de Três Lagoas, delegado aposentado Fernando Milan Amici, de 58 anos, será sepultado às 16h desta segunda-feira (10), no Cemitério Municipal Santo Antônio.

Milan morreu na noite deste domingo (9) no Hospital Auxiliadora, após sofrer um infarto. Amigos e familiares se despedem de Milan no velório que acontece na Loja Maçônica João Pedro de Souza, localizada na rua Elmano Soares, centro.

 O delegado regional de Polícia Civil, Rogério Market Farias, lamentou a morte de Milan. “Esse é um momento difícil para a família, para nós da Polícia Civil, enfim para todos. O Milan faz parte da história da Polícia Civil de Três Lagoas. Se nós estamos aqui hoje, ele foi quem plantou uma semente lá atrás. Mesmo aposentado, mantínhamos contado constante, ele nos dava dicas e opiniões. Quem perde com isso é Três Lagoas”, destacou.

 O empresário e ex-prefeito de Três Lagoas, José Lopes, também lamentou a morte de Milan. “Tínhamos uma amizade muito sincera. Um homem muito responsável, não só na parte social da cidade, mas com sua família. Um homem trabalhador e empreendedor. Uma grande perda para a cidade”, comentou.

Milan exerceu a profissão de delegado por anos em Três Lagoas. No período de 2009 a 2012 foi vereador na cidade, inclusive presidente do Legislativo. No período em que foi presidente fez um trabalho pautado na economia do dinheiro público, inclusive devolveu a sobra do duodécimo para a prefeitura.

Cortou gratificações de assessores da Câmara e reduziu o percentual de repasse do duodécimo de 8% para 6,5%. Com a economia, foi possível devolver o recurso ao Executivo e indicar que os valores fossem aplicados na obra do novo prédio da Apae e na compra de viaturas para a Polícia Militar.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS