RÁDIOS
Três Lagoas, 04 de março

Futuro da zona azul de Três Lagoas pode ser definido nesta terça-feira

Audiência foi marcada em dezembro do ano passado pela juíza da vara da Fazenda Pública

Por Ana Cristina Santos
06/03/2017 • 18h51
Compartilhar

 O futuro do funcionamento da zona azul de Três Lagoas pode ser decidido nesta terça-feira (7), dia que está marcada audiência de conciliação, entre a prefeitura, Ministério Público Estadual e a empresa Central Park, responsável pelo gerenciamento do estacionamento rotativo pago, implantado na área central da cidade, em agosto do ano passado.

A audiência foi marcada em dezembro do ano passado pela juíza da vara da Fazenda Pública de Três Lagoas, Aline Beatriz de Oliveira Lacerda, após ação civil pública movida pelo Ministério Público, contra a prefeitura e a Central Serviços.

Na ação, o promotor de Justiça, José Roberto Tavares, pede a suspensão ou cancelamento da zona azul, sob a alegação de que o estacionamento teria sido realizado em desacordo com lei municipal anterior, que autorizou a concessão dos serviços, além da série de questionamentos feitos por usuários.

Em agosto do ano passado, representantes dos sindicatos do Comércio Varejista e dos Empregados do Comércio pediram ao promotor a interferência na zona azul devido a falhas no serviço e prejuízos ao comércio com uma suposta redução do número de consumidores nas lojas.

Antes de proferir a sentença, a juíza marcou essa audiência de conciliação. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas