Três Lagoas, 17 de setembro
30º C
(67) 99229-0519

Mais de 4 mil servidores municipais devem fazer recastramento em Três Lagoas

Aproximadamente 64 pessoas serão atendidas das 7h às 17h.

Por Kelly Martins
11/12/2017 • 15h34
Compartilhar

A partir desta segunda-feira (11) é realizado o recadastramento dos servidores municipais de Três Lagoas. O procedimento ocorre no prédio da antiga prefeitura, com o apoio da Secretaria de Administração e em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE). Segundo a administração, além de reduzir gastos, o recadastramento tem como objetivo atualizar os dados do servidor para ter controle do número de funcionários contratados e empossados na prefeitura.  

Aproximadamente 64 pessoas serão atendidas das 7h às 17h. De acordo com o coordenador da FIPE, Cláudio Dias, oito funcionários (quatro no período matutino e quatro no vespertino) vão realizar o recadastramento.

O coordenador explica que o agendamento deve ser realizado pelo site da prefeitura, cujo atendimento será de segunda a sexta-feira, sem intervalo para o horário de almoço. “Atenderemos durante todo o recesso da prefeitura até o dia 9 de março, porém o prazo para realizar os agendamentos pela internet será até o dia 23 de fevereiro”, explica.

JPNEWS: CONQUISTA SEGUROS BONIFICAÇÃO CONTRATO 37546
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A prefeitura tem mais de quatro mil servidores e a folha de pagamento consome R$ 16 milhões por mês.

Documentos

Para realizar o cadastramento é importante levar alguns documentos, como identificação oficial com foto, CPF, comprovante de residência recente dentre os três últimos meses (conta de água, luz ou de telefone fixo) ou, na ausência deste, declaração de residência, título de eleitor, certidão de nascimento ou casamento, carteira profissional de trabalho,  comprovante de escolaridade, certificado de dispensa de incorporação - Reservista (Masculino), entre outros. 

(Com informações da assessoria)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS