RÁDIOS
Três Lagoas, 14 de julho

Meninas do rugby de Três Lagoas buscam apoio para jogar torneio

Para conseguir pagar viagem e inscrição no campeonato, elas estão vendendo bolos feitos pelas próprias jogadoras

Por Sérgio Colacino
11/02/2017 • 09h46
Compartilhar

A equipe feminina do Guaicurus Três Lagoas Rugby vai disputar nos dias 11 e 12 de março a primeira etapa do Circuito Centro-Oeste de Rugby Sevens, em Goiânia (GO). A equipe garantiu vaga na maior competição desse esporte na região ao vencer o campeonato estadual, no ano passado. Mas para representar Mato Grosso do Sul, as meninas precisam de dinheiro: sem patrocínio, o time depende de doações para conseguir custear a viagem e até a taxa de inscrição no torneio.

São três etapas, em março (11 e 12), maio (em Campo Grande) e junho (Brasília). Para a primeira, em Goiânia, já no próximo mês, o dinheiro para a viagem já foi conseguido. O problema é a taxa de inscrição, que custa R$ 600 e deve ser paga até o dia 1º. “Queremos definir isso o mais rápido possível para já pensarmos nas próximas etapas, principalmente em Brasília, que é uma viagem mais longa e cara”, comenta a diretora de marketing da equipe, Caroline Oliveira Ferreira. 

Para arrecadar a verba, as 12 integrantes do time decidiram por a mão na massa, literalmente. Elas estão fazendo bolos caseiros e vendendo para amigos e conhecidos. A expectativa é expandir os negócios e atingir o maior número de pessoas. “A gente vê receitas na internet e faz. É uma forma de arrecadar dinheiro”, conta Caroline, que lamenta a falta de incentivo ao esporte. “O rugby é hoje o segundo esporte mais popular no Brasil, mas ainda existe muito preconceito por ser um esporte de físico, de contato. Tem muitos times espalhados pelo país, mas poucos têm patrocínio, incentivo”.

JPNEWS: BANNER  CASA DOS SONHOS CONTR. 28807 01.02 A 31.10.2024 ATUAL. 05.04.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O esforço para chegar à competição não se limita à busca por dinheiro. Nenhuma das jogadoras vive do rugby. Todas trabalham ou estudam. Por isso, os treinos são às 10 horas da noite, às terças-feiras, na Lagoa Maior. Às quintas, o treinamento começa às oito horas. “Rugby inspira paixão. Quem joga esse esporte é por amor, não é por dinheiro. Precisa amar mesmo”, diz. 

Para manter o sonho vivo, a luta vai até o final. Se não surgir patrocínio, a produção dos bolos vai dobrar. Nem que for para vender de porta em porta. No Circuito Centro-Oeste de Rugby Sevens, as meninas de Três Lagoas vão encarar alguns dos times mais fortes do país, como o Cuiabá-MT e o Goianos-GO. “Participar será uma conquista muito grande. Estamos muito confiantes que vamos conseguir representar o nosso Estado”, finaliza.

TIME MASCULINO

A equipe masculina do Guaicurus também vem se preparando para enfrentar as competições. O esporte que começa a ganhar força no Brasil reúne jovens de diversas classes sociais. Em 2017 o objetivo dos atletas é elevar o nome de Três Lagoas também nessa modalidade esportiva. Mais informações:  (67) 99688-1141.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas