Três Lagoas, 22 de setembro
28º C
(67) 99229-0519

Motoristas arrancam placas e continuam estacionados na avenida Ponta Porã

Além das carretas, muitos ônibus do transporte de estudantes para uma faculdade instalada no local e carros de alunos também estacionam na região

Por Ana Cristina Santos
04/03/2017 • 10h46
Compartilhar

Motoristas de caminhões de outros estados continuam estacionando seus veículos na avenida Ponta Porã, no bairro Jardim Alvorada, em Três Lagoas.

De acordo com o diretor do Departamento de Trânsito, Gildo de Souza, alguns motoristas arrancaram as placas instaladas pela prefeitura na avenida com a proibição para estacionar.
Gildo informou que os agentes de trânsito tem feito um trabalho de fiscalização no local para coibir o estacionamento de caminhões na avenida, que foi proibido no final do ano passado, após inúmeras reclamações de usuários da via e, principalmente por estar danificando o pavimento da avenida, que tem fluxo intenso de veículos.

Além das carretas, muitos ônibus do transporte de estudantes para uma faculdade instalada no local e carros de alunos também estacionam na região. Os estabelecimentos comerciais existentes no local aumentam o conflito de veículos nas imediações.

Além da proibição do estacionamento de caminhões pesados na avenida, a prefeitura havia anunciado no ano passado, que proibiria o funcionamento de transportadoras de cargas nas proximidades dessa via.

No final do ano passado, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico fez um levantamento para verificar o motivo da quantidade de carretas nessa região e constatou que é resultado do funcionamento de transportadoras instaladas na avenida e ruas próximas . Além disso, caminhoneiros autônomos vêm para a cidade em busca de serviço e ficam no local à espera de fretes.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS