RÁDIOS
Três Lagoas, 20 de maio

Movimento em rodoviária ainda é tranquilo

Ônibus extras foram disponibilizados pelas empresas para atender a demanda de passageiros

Por Danilo Fiuza
19/12/2008 • 06h00
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

A movimentação no terminal rodoviário ainda é considerada tranqüila, dentro da normalidade, pelos funcionários das empresas de ônibus que atendem os guichês. No entanto, com a proximidade do dia de Natal (25 de dezembro) a agitação na área de embarque deverá ser muito maior. De acordo com os atendentes dos guichês, durante este período, a procura pelas passagens de ônibus cresce em mais de 60%.
Ônibus extras já estão sendo utilizados para dar suporte à necessidade de transporte de passageiros. Também esses carros estão saindo lotados do terminal, com todas as poltronas ocupadas.
Segundo o encarregado da agência da Viação São Luiz, Eliandro Ferreira Batista, durante o final de ano a empresa tem um fluxo de aproximadamente 400 passageiros diários.  A maioria, rumo à Campo Grande, Belo Horizonte, Goiânia e Cuiabá. 
O retorno dos operários contratados para trabalhar na edificação das fábricas de papel e celulose, às suas origens, provocou grande movimentação na rodoviária. O funcionário da empresa Gontijo, Adriano Rubens de Araújo, observou esse evento. Conforme ele, “nós estamos saindo com todas as passagens vendidas daqui de Três Lagoas. Este crescimento começou logo no início de novembro”. 
Para diminuir as lotações, decorrente da alta procura, a viação colocou dois ônibus extras circulando,partindo de Três Lagos e Campo grande, sem paradas programadas em função da superlotação das vagas.
Procurada também pela reportagem do Jornal do Povo, a supervisora da agência municipal da Viação Reunidas Paulista, Márcia Alves Deleite, não tinha conhecimento do número de vendas e do aumento do volume de passageiros neste final do ano.
Para garantir a passagem de final de ano é bom que a população se dirija aos guichês das empresas o quanto antes, afirmaram os funcionários dos guichês que atenderam os repórteres.
De acordo com pesquisa realizada pelo Procon este ano, após a primeira crise aérea enfrentada no Brasil, a população vem recorrendo, cada vez mais incessantemente ao transporte rodoviário para viagens de grande e média distância. Os transtornos da crise aérea e o caos nos aeroportos de todo País refletiram diretamente no segmento de transporte rodoviário de passageiros. Devido aos fatos vividos desde 2007, a confiança do consumidor ficou abalada em relação aos serviços das companhias aéreas.
Como em Três Lagoas o aeroporto municipal ainda não está funcionando escalas comerciais, o problema de congestionamento de passageiros se agrava nas empresas de transporte rodoviário.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas