Três Lagoas, 20 de setembro
34º C
(67) 99229-0519

Operação apreende 7 aviões agrícolas e multa quatro empresas

Empresas de aviação agrícola foram multadas em mais de R$ 270 mil

Por Kelly Martins
23/03/2017 • 10h47
Compartilhar

Sete aviões agrícolas foram apreendidos e quatro empresas multadas em mais de R$ 270 mil durante a operação “Deriva”, realizada nos municípios de Chapadão do Sul e Costa Rica, nos últimos dois dias. As empresas de aviação agrícola teriam praticado irregularidades na aplicação de agrotóxicos na região. A fiscalização ambiental foi feita em hangares de forma integrada entre o Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso do Sul (MPT-MS) e a Polícia Militar Ambiental, além de outros órgãos.

Uma das empresas foi lacrada e multada em R$ 250 mil por praticar a atividade de pulverização agrícola sem licença e ainda pela prática de táxi aéreo clandestino. Lá, uma aeronave foi interditada por alteração na forma de combustível e os fiscais encontraram outra com marcas de acidente aéreo sem registro de comunicação aos órgãos competentes.

Durante a ação, uma empresa foi autuada por manter em depósito galões de agrotóxicos vencidos, em desacordo com a legislação vigente. Os produtos foram apreendidos e o hangar multado em R$ 20,7 mil. Em Chapadão do Sul, uma empresa  foi interditada por irregularidades em seis aeronaves. Falta de apresentação de licença de operação, alteração no motor de aeronave, bomba eólica sem prévia autorização e documentos aeronáuticos vencidos foram algumas das falhas constatadas pela perícia técnica.

Segundo dados do Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag), há no estado 100 aviões cadastrados, 16 empresas e 57 aeronaves privadas.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS