Três Lagoas, 19 de setembro
32º C
(67) 99229-0519

Por meio do Sisu, UFMS e IFMS de Três Lagoas oferecem 643 vagas para graduação

Ingresso em instituições federais é feito por candidatos que prestaram a prova do Enem neste ano

Por Tatiane Simon
13/12/2017 • 15h35
Compartilhar

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) campus de Três Lagoas vão ofertar 643 vagas para graduação no próximo ano. O ingresso será feito por candidatos que prestaram a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e aguardam o início das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

O campus de Três Lagoas da UFMS vai ofertar 483 vagas para os cursos de administração (bacharelado), ciências biológicas (licenciatura), ciências contábeis (bacharelado), direito (bacharelado), enfermagem (bacharelado), engenharia de produção (bacharelado), geografia (bacharelado), geografia (licenciatura), história (licenciatura), letras (licenciatura - habilitação em português/espanhol ; habilitação em português/inglês e habilitação em português/literatura), matemática (licenciatura), medicina (bacharelado), pedagogia (licenciatura) e sistemas de informação (bacharelado).

Outras 160 vagas são ofertadas pela IFMS, que são para tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas, tecnologia em automação industrial, engenharia de controle e automação e tecnologia em sistemas para internet.

As inscrições abrem no dia 29 de janeiro e vão até as 23h59 de 1º de fevereiro de 2018 e já é possível consultar as vagas que serão disponibilizadas por estas e outras universidades e institutos públicos do país.

Ao todo, em Mato Grosso do Sul, serão 7.981 oportunidades em diferentes cursos das quatro unidades de ensino que adotam o sistema como medida para aprovar novos alunos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS