Três Lagoas, 27 de setembro
29º C
(67) 99229-0519

Procon de MS alerta consumidores para recall em automóveis por falha no eixo traseiro

A campanha abrange 985 automóveis distribuídos no estado e teve início no dia 26 de janeiro

Por Kelly Martins
01/02/2017 • 09h02
Compartilhar

Consumidores em Mato Grosso do Sul devem ficar atentos para recall em automóveis da marca Fiat Chrysler por falha no eixo traseiro. O alerta é da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS) aos proprietários dos veículos Linea e Punto, modelos 2009 a 2012, para inspeção e substituição do eixo traseiro. A campanha abrange 985 automóveis distribuídos no estado e teve início no dia 26 de janeiro.

Os veículos foram produzidos na fábrica da Fiat em Betim (MG) entre os dias 5 de janeiro de 2009 e 15 de junho de 2011. As unidades do Punto que foram convocadas têm numeração de chassis não sequencial entre 9BD11812191065435 e 9BD118181C1165352, enquanto as do Linea variam entre 9BD11056991505203 e 9BD11056CC1542284.

Segundo a FCA (Fiat Chrysler Automóveis do Brasil Ltda) foi identificada eventual existência de microtrinca, em alguns casos, trinca na borda da travessa do eixo traseiro dos veículos afetados, o que pode possibilitar ruído excessivo, desalinhamento do volante e potencial dificuldade no desenvolvimento da velocidade desejada pelo condutor, e, em alguns casos, contato do pneu com a proteção plástica da carroceria. O fabricante informa que nem todas as peças produzidas nesse período estão necessariamente desconformes.

O agendamento para providenciar gratuitamente a inspeção e, se necessária, a substituição do eixo traseiro dever ser feito nas concessionárias da rede Fiat a partir de 31 de janeiro. Os consumidores podem obter informações na Central de Serviços ao Cliente Fiat, pelo telefone 0800 707 1000, ou pelo site. www.fiat.com.br.

Para proteger a saúde e a segurança do consumidor o recall deve ser realizado pelo fornecedor quando for constatado um produto danificado. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) determina que o fornecedor repare ou troque o produto defeituoso a qualquer momento e de forma gratuita. (Com informações do site Notícias MS)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS