Três Lagoas, 19 de setembro
32º C
(67) 99229-0519

Reclamações crescem e Procon amplia horário de expediente em Três Lagoas

Novo horário de funcionamento será das 7h às 17h

Por Kelly Martins
12/02/2017 • 08h17
Compartilhar

A partir de segunda-feira (13), o Programa de Defesa e Proteção ao Consumidor (Procon) passará a oferecer atendimento em período integral, em Três Lagoas. O novo horário de funcionamento será das 7h às 17h e a mudança, segundo o órgão, se deve ao volume de atendimentos que tem aumentado a cada dia. São, em média, 50 registros diariamente entre reclamações e consultas. 

“A demanda é grande e não estamos conseguindo atender todas as solicitações. Muitos consumidores também não podem ir até o Procon somente no período da manhã, então, decidimos ampliar o expediente”, explicou o diretor Mohamed Jarouche. 

PRIMEIRO

JPNEWS: CONQUISTA SEGUROS BONIFICAÇÃO CONTRATO 37546
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Oficialmente o Procon é o primeiro órgão administrativo da atual gestão que passará das seis para oito horas de expediente. A mudança no horário de funcionamento das repartições públicas foi alvo de polêmica e chegou a ser cogitada pelo prefeito Ângelo Guerreiro, durante a campanha eleitoral. Ao assumir a prefeitura, o parlamentar declarou que vai avaliar o expediente em período integral somente após 90 dias de gestão. 

Não serão contratados novos funcionários e haverá adequação de horários dos servidores do Procon.

QUEIXAS

Os principais problemas dos consumidores que procuram o Procon são cobranças indevidas e abusivas, cálculos de prestações em atraso/taxa de juros/negociação, descumprimento e rescisão de contratos, produto com vício de qualidade (defeito) e prestação de serviço não fornecido.

Os consumidores que querem registrar reclamações podem ir até a sede do Procon, localizada na Avenida Capitão Olyntho Mancini, no segundo andar do Edifício das Repartições Públicas Estaduais (ERPE), no bairro Colinos. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS