Três Lagoas, 24 de setembro
26º C
(67) 99229-0519

STJD exclui Misto da segunda divisão e campeonato de 2018 terá mudanças

Tribunal condenou equipe de Três Lagoas à perda de registro para disputas oficiais

Por Valdecir Cremon
15/12/2017 • 05h32
Compartilhar

Não dá mais. O Misto EC perdeu, nesta quinta-feira (14), a última chance de disputar o campeonato sul-mato-grossense da Série A de 2018 e tem seu registro como time profissional ameaçado desde a decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), da CBF, que negou recurso para validação de pontos de jogos da segundona, disputados neste ano. 

O julgamento de recurso da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul contra liminar do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado foi realizado na sede do Tribunal, no Rio de Janeiro, e o time três-lagoense foi defendido pela advogada Armenlide Abtibol.

A federação discordou do Tribunal na validação de pontos de partidas disputadas pelo Misto sem o registro de jogadores na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) dentro do prazo regular. A liminar manteve o time na disputa logo na primeira rodada, fora do prazo, em novembro. 

O Misto alegava que um novo prazo de registro foi definido em acordo entre as equipes que disputavam o campeonato. Não cabe mais recurso contra decisão do STJD. 

E AGORA?

Sem o Misto, a federação será obrigada a alterar, mais uma vez, a tabela do campeonato da Série A. As partidas do time serão canceladas e novo calendário será elaborado com 10 times. Antes da decisão do STJD, a federação também foi obrigada a mudar a tabela após desistência do Naviraiense e do Cena, de Nova Andradina. 

O vide-presidente da federação, Marco Tavares, disse que "esse desfecho é resultado da falta de organização" de equipes profissionais do Estado. "Não se pode pôr culpa na federação", afirmou. 

A reportagem não localizou o presidente da federação, Francisco Cesário de Oliveira. O presidente do Misto, Gérson de Souza, não retornou recados para pedido de entrevista. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS