RÁDIOS
Mato Grosso do Sul, 20 de maio

Fim das receitas médicas manuscritas no MS

Pelo projeto, em situações de emergência caso o profissional não tenha um computador à disposição, poderá emitir a receita em letra de forma

Por Redação
05/12/2008 • 07h45
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

É o fim das receitas médicas manuscritas no Mato Grosso do Sul. O projeto de lei número 186/08 que determina a prescrição de receitas médicas e odontológicas digitadas em computador foi aprovado em segunda discussão pela Casa de Leis.

A autora da matéria, a deputada estadual Celina Jallad (PMDB), afirma já ter conversado com técnicos do Poder executivo e garantido a sanção do governador André Puccinelli (PMDB) à proposta.

Conforme a deputada, a escrita clara e compreensível evitará riscos de possíveis equívocos praticados por farmacêuticos e enfermeiros, entre outros profissionais de saúde, ao ministrarem o medicamento aos pacientes.

Pelo projeto, em situações de emergência caso o profissional não tenha um computador à disposição, poderá emitir a receita em letra de forma. “Dessa maneira vamos facilitar a vida de profissionais que atualmente enfrentam dificuldades na tradução das receitas médicas”, disse.

O não cumprimento da lei sujeitará os infratores às seguintes penalidades: advertência, multa, interdição parcial ou total do estabelecimento hospitalar infrator ou ainda o cancelamento do alvará de licenciamento do estabelecimento e punição dos gestores por desobediência à lei.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias