RÁDIOS
Mato Grosso do Sul, 27 de fevereiro

Polícia investiga ameaças à filha de Deborah Secco

A atriz, também atacada nas redes sociais, registrou queixa há cerca de quatro meses

Por Redação
20/01/2017 • 10h22
Compartilhar

Deborah Secco está passando por um drama na sua vida pessoal. Depois de ficar afastada de gravações de "Malhação" por traqueobronquite, a atriz, já recuperada, sofreu uma série de ataques ofensivos nas redes sociais ao apoiar Títi, filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, que vem sofrendo uma série de comentários racista. Agora, a Polícia Civil de São Paulo pediu quebra de sigilo de usuários de sites e de empresas de telecomunicação para investigar as ameças de morte feitas à artista e sua filha, Maria Flor.

De acordo com jornal "Folha de S. Paulo", desta quinta-feira (19), a Secretaria de Segurança Pública afirmou que o caso está sendo investigado pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) e pela Delegacia de Fraudes Patrimoniais Praticadas por Meios Eletrônicos, que estão aguardando as empresas enviarem os dados.

A mulher de Hugo Moura registrou queixa há cerca de quatro meses, quando foi ameaçada por 30 perfis na web. "Bochechuda filhinha do Diabo", "Até eu matar a mamãezinha dela. Aí quero ver o que será dessa Maria Sapo Flor", foram alguns dos comentários deixados no perfil da artista.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias