Campo Grande, 20 de setembro
32º C
(67) 99229-0519

Funai vai ter que demarcar terra indígena Taunay-Ipegue

Determinação foi imposta nesta semana pelo Ministério Público Federal (MPF)

Por Thais Cintra
23/07/2021 • 18h15
Compartilhar

A Fundação Nacional do Índio (Funai), recebeu uma recomendação do Ministério Público Federal (MPF), para que proceda à demarcação física da Terra Indígena Taunay-Ipegue, localizada no município de Aquidauana. A recomendação foi expedida após o Supremo Tribunal Federal (STF), negar seguimento a mandado de segurança que, desde 2016, suspendia os atos de demarcação da área.

Na recomendação, o MPF também solicita à Funai que apresente o cronograma com a indicação completa dos trabalhos necessários à demarcação física da terra indígena. O prazo para o cumprimento da recomendação é de 120 dias, estando a Funai sujeita às medidas administrativas e judiciais cabíveis em caso de descumprimento.

A TI Taunay-Ipegue teve seu procedimento administrativo de demarcação iniciado em 1985, há mais de 35 anos. Os estudos demarcatórios realizados pela Funai foram finalizados em 2004, concluindo-se pela existência de um território tradicional indígena de ocupação Terena com 33,9 mil hectares e perímetro de 78.500 m².

Entretanto, somente em abril de 2016, a portaria que amplia a terra e declara a área como de posse dos índios foi assinada pelo ministro da Justiça. Em setembro de 2016, o STF deferiu pleito liminar que suspendeu os atos de demarcação da TI Taunay-Ipegue no Mandado de Segurança 34201, interposto por fazendeiros da região. A ação teve seu seguimento negado em decisão monocrática proferida pelo ministro Dias Toffoli e mantida pela Primeira Turma do STF, em maio deste ano.

Assessoria de Comunicação

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande

VEJA MAIS