Campo Grande, 26 de setembro
28º C
(67) 99229-0519

'Uma das principais violências sofridas por mulheres é a obstétrica', explica presidente do Coren-MS

Para Sebastião Duarte Júnior, profissionais da saúde precisam estar atentos a esse tipo de violência

Por Redação
17/09/2018 • 10h31
Compartilhar

Com o aumento de denúncias de casos de violência obstétrica em Mato Grosso do Sul, o Ministério Público Estadual recomendou que gestores de hospitais públicos, dirigentes de hospitais particulares e os presidentes dos conselhos regionais de medicina e enfermagem adotem medidas de responsabilização dos profissionais de saúde para erradicar a prática criminosa no estado. 

A CBN Campo Grande conversou com o presidente do Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul (Coren-MS), professor Sebastião Duarte Júnior, sobre o assunto. Ele explicou que a violência obstétrica está entre as principais violências sofridas pelas mulheres e que é preciso atenção dos profissionais de saúde nesses casos. Acompanhe: 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande

VEJA MAIS