Três Lagoas, 27 de setembro
29º C
(67) 99229-0519

Avenida Angelina Tebet registra pequenos congestionamentos

Empreendimentos na região tem aumentado o fluxo de veículos na avenida

Por Ana Cristina Santos
22/08/2017 • 15h48
Compartilhar

A avenida Angelina Tebet, em Três Lagoas , via de acesso ao cemitério municipal, tem registrado pequenos congestionamentos de veículos em horários de pico. Para resolver o problema, a Prefeitura de Três Lagoas vai pavimentar uma rua paralela para desafogar o tráfego da Angelina Tebet.

O aumento no fluxo de veículos na avenida é reflexo do desenvolvimento na região do bairro Santa Luzia, que recebeu nos últimos anos empreendimentos importantes, como a nova escola do Sesi e o Instituto de Biomassa que, em breve, entrará em funcionamento. Além disso, na região existem dois conjuntos habitacionais, com mais de dez mil famílias residindo no local.

 “O horário de entrada para o colégio, no período da manhã, é o horário em que os moradores estão indo trabalhar, então ocorre uma concentração na avenida, um fluxo maior de veículos.”, destacou o diretor do Departamento de Trânsito, Flávio Thomé.

Pavimentar a rua paralela a Angelina Tebet, segundo o diretor de Trânsito, é uma medida paliativa, pois a solução seria construir uma avenida na área de servidão por onde passavam os trilhos.

A avenida Angelina Tebet é a principal via de acesso ao Santa Luzia e aos conjuntos habitacionais. Com a pavimentação da via paralela, a Angelina Tebet será mão única.

A região da circular da Lagoa Maior acaba sendo afetada também pela falta de outra avenida de ligação ao bairro Santa Luzia e aos conjuntos habitacionais. “A Lagoa é barreira natural, importante para o lazer, mas dificulta o trânsito. Algumas pessoas entendem que seria interessante transformar a avenida Aldair Rosa de Oliveira em mão única, mas causaria mais transtornos em relação ao que está hoje. Por isso, estamos providenciando sinalização no local”, comentou.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS