Três Lagoas, 18 de setembro
29º C
(67) 99229-0519

Eldorado Brasil tem novo dono

O Grupo que comprou a Eldorado é asiático com sede na Holanda

Por Otávio Neto
02/09/2017 • 10h42
Compartilhar

A J&F Investimentos, holding da família Batista, informou hoje que concluiu as negociações para venda do controle da produtora de celulose Eldorado Brasil à Paper Excellence (PE), empresa com sede na Holanda que pertence à família Widjaja, dona também da Asia Pulp and Paper (APP). O contrato assinado neste sábado prevê a transferência de até 100% das ações da companhia, por R$ 15 bilhões, em operação que será finalizada em até 12 meses.
Em nota à imprensa, as empresas não dão detalhes sobre a modelagem da transação. 

J&F e PE informaram na nota que as negociações "atenderam aos interesses das partes". A J&F ressalta a qualidade dos ativos que compõem a Eldorado e a Paper Excellence reafirma a estratégia de expandir suas operações, hoje concentradas no Canadá e na França, para outras regiões. O Brasil, indica a empresa, sempre esteve no radar por sua posição destacada na produção global de celulose. Com a aquisição da Eldorado, que produz cerca de 1,7 milhão de toneladas anualmente, a PE inlcui em seu portfólio a fibra de eucalipto.


A Eldorado informou, em fato relevante encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que o contrato de venda das ações detidas pela J&F foi assinado com a CA Investment Brazil S.A.
A CA Investment é uma sociedade do grupo Paper Excellence. 
Conforme o documento, o valor total atribuído à companhia na transação de R$ 15 bilhões será "ajustado de acordo com capital de giro e dívida líquida".

JPNEWS: CONQUISTA SEGUROS BONIFICAÇÃO CONTRATO 37546
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A Eldorado informou ainda que a operação observará os direitos dos fundos de pensão Petros e Funcef, previstos no acordo de acionistas firmado entre J&F e FIP Florestal, veículo de investimento das fundações na companhia.


A PE iniciou atividades em 2007, com uma fábrica no Canadá. Hoje, está apta a produzir 2,3 milhões de toneladas de celulose de fibra longa e pastas por ano em sete unidades fabris, cinco no Canadá e duas na França. Na nota, informa que seu objetivo é "tornar-se um dos líderes mundiais da indústria de celulose", com expansão de capacidade por meio de aquisições e construção de novas fábricas.


Do lado da família Widjaja, as conversas com os irmãos Wesley e Joesley Batista foram lideradas por Jackson Wijaya, filho de Teguh Ganda Wijaya, presidente do conselho de administração da APP e do grupo Sinar Mars. Além de responder na família pelos negócios da PE, Jackson é o responsável, operacionalmente, pelos negócios da APP na China e nas áreas de celulose e tissue.

Fonte: Valor

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS