RÁDIOS
Campo Grande, 15 de julho

4B Mining compra projeto parado há anos e vai retomar exploração de minério em Corumbá

Mina localizada na Estrada Parque já foi avaliada em US$ 300 milhões

Por Rodolfo César, de Corumbá, e Marcus Moura
19/11/2021 • 09h30
Compartilhar

A PMM (Mineração Pirâmide Participações), sediada em Corumbá e com sócios em Campo Grande, protocolou pedido de retomada de atividades da mina do grupo que fica na Estrada Parque, na Cidade Branca. Após anos de imbróglio, finalmente a PMM conseguiu se desvencilhar da Arcelor Mittal, vendendo operação para 4B Mining.  

A exploração é para minério de ferro e há potencial para produção de minério de manganês de alto grau de pureza e com maior valor de mercado. A operacionalização da empresa foi retomada após 13 anos de paralisação.

Na época, em 2008, houve negociação com a Arcelor Mittal, que comprou os direitos de 49% da empresa em agosto daquele ano. Com uma crise mundial instalada logo depois do negócio, a empresa que agora tem unidade em Três Lagoas manifestou o interesse em desfazer o negócio. Não houve acordo até este ano, quando a 4B Mining aceitou a compra e assumiu o comando da operação, com 51% das ações da MPP. A Arcelor Mittal havia adquirido 49%, por isso, não era a majoritária.

Esse projeto em Corumbá já foi avaliado em US$ 300 milhões

A 4B Mining, conforme a Pipeline, publicação especializada do setor, do portal Valor Econômico, já tem acordo de venda de minério de ferro para a multinacional suíça Glencore para o período de 5 anos. Inclsuive houve pré-pagamento de US$ 3,25 milhões. A produção de minério de ferro em 2022 tem previsão para chegar ao volume de 600 mil toneladas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande