Campo Grande, 09 de dezembro
26º C
(67) 99229-0519

Bonito vai ganhar 12,6 mil hectares de áreas de preservação

Projeto transformará áreas de banhado em APPs na bacia do Formoso e Rio da Prata

Por Rosana Siqueira
25/11/2021 • 11h24
Compartilhar

O Governo do Estado entrega hoje à tarde,  na Assembleia Legislativa, projeto que prevê a transformação de 12,6 mil hectares de banhados nas bacias do Rio Formoso e do Rio da Prata, em Bonito, em áreas de preservação permanente.  O anúncio foi feito na manhã de hoje pelo governador do Estado Reinaldo Azambuja, durante o Seminário de Negócios de Carbono e Sustentabilidade. O governador afirmou que a lei foi construída a várias mãos, Poder Legislativo, Judiciário, Ministério Público, Famasul, Aprosoja.

Ele destacou a importância do evento que traz as ações de crescimento sustentável que estão sendo desenvolvidas pelo Estado na caminhada rumo ao MS Carbono Neutro 2030. Ele elencou os programas de expansão de recuperação de pastagens, integração de lavoura, floresta e pecuária, Carne do Pantanal e o Novilho Precoce. 

Azambuja afirmou que a sustentabilidade deve estar em sintonia com as ações políticas. "Temos que ter isto em sintonia. Tem que ter a socidedade interagindo, a pesquisa e as outras instituições de ensino", sinalizou. "Nosso objetivo é geração de riquezas com sustentabilidade", concluiu.

CBN: CASA DAS CORES DEZEMBRO
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Premiação
Dentro das políticas de sustentabilidade promovidas pelo Governo do Estado e parceiros, o governador destacou o Ilumina Pantanal. O projeto, desenvolvido e realizado por meio de parceria entre o o Governo do Estado, Grupo Energisa e Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) foi eleito o grande vencedor do Solar & Storage Live Awards 2021, na categoria “International Solar and/or Storage Project of the Year” (em português: Projeto Internacional Solar e/ou Armazenamento do Ano). O anúncio foi feito quarta-feira (24), em Birmingham, na Inglaterra, no mesmo dia em que a Energisa entregou o sistema de placas solares para geração de energia à milésima família moradora no Pantanal.

"Ilumina é um ganho para o sul-mato-grossense mas dos homens e mulheres pantaneiras que ganharam a energia", concluiu Azambuja. 

Acompanhe mais informações:

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande