RÁDIOS
Campo Grande, 15 de julho

Recessão técnica terá menos impacto na economia de MS

Análise foi feita ontem pelo governador do Estado Reinaldo Azambuja

Por Rosana Siqueira
04/12/2021 • 11h10
Compartilhar

A recessão técnica vivida hoje no Brasil é preocupante, porém tem menos impacto na economia de Mato Grosso do Sul. A avaliação foi feita pelo governador do Estado Reinaldo Azambuja, ontem. 

A agropecuária despencou 8% no terceiro trimestre de 2021, em relação aos três meses imediatamente anteriores, e puxou a queda de 0,1% Produto Interno Bruno (PIB) do período, junto com o recuo das exportações (-9,8%).
Foi o pior tombo trimestral do setor desde o 1º trimestre de 2012 (-19,6%), segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na quinta-feira (2).

O resultado levou o país a uma nova recessão técnica, que é quando a economia tem dois trimestre seguidos de retração. Mas o Mato Grosso do Sul não teria sentido o baque por conta de sua economia calcada no agronegócio.
“Qualquer saldo negativo tem que ser analisado com cautela. No entanto, nosso Estado tem um crescimento 7 meses maior do que a projeção nacional. Nós torcemos para a inflação baixar, mas isso tem que ter vontade de se fazer políticas públicas”, destacou o governador.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande