RÁDIOS
Campo Grande, 20 de maio

Agricultor pode investir quase 30% a mais na safra 2022/23

O custo da soja no MS pode chegar a 40,9 sacas por hectare

Por Glória Maria
06/05/2022 • 12h40
Compartilhar

A próxima safra de soja será mais cara em Mato Grosso do Sul. O presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho, André Dobashi, divulgou a estimativa nesta sexta-feira (6) para agricultores e estudantes que participam da Ponta Agrotec em Ponta Porã.

Segundo ele, o custo vai ultrapassar o ciclo 2021/22, subindo 27,12%. Isso significa que o produtor sul-mato-grossense poderá desembolsar R$ 6.351,37 por cada hectare cultivado com soja.

Em entrevista, Dobashi conta o que o produtor pode fazer para amenizar esses números que foram mostrados.

"O produtor precisa antecipar suas compras e fazer a conta em cima da atual moeda de troca, que é o produto. Então, ele vai plantar a próxima safra de soja, ele tem que travar os custos em soja, trocar toneladas de fertilizante por saco de soja, porque dessa forma ele sabe até aonde ele pode investir", afirmou.

Para o presidente da Aprosoja/MS, estamos experimentando preços mais caros se comparado com safras anteriores. Os fertilizantes estão 140% mais caros que a safra 2021/22, os herbicidas e outros defensivos também passam de 100% no reajusto do valor.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande