RÁDIOS
Campo Grande, 13 de julho

"Gente triste não é criativa", destaca CEO durante fórum sobre felicidade

Por Lígia Sabka
18/06/2024 • 10h30
Compartilhar

20º CEO Fórum da Amcham, em parceria com o Grupo RCN, por meio da CBN Campo Grande, sob o tema a 'Felicidade como Estratégia nos Negócios' reuniu empresários e executivos de carreira interessados em levar a felicidade para o ambiente de trabalho para melhorar os negócios.  O evento foi realizado na manhã desta terça-feira (18), em Campo Grande.

Quem já atingiu esse objetivo compartilhou a experiência. Foi o caso do CEO Alexandre Brito Santos, da Jundu Mineração - empresa multinacional fornecedora de areias industrias e ligada a outras grandes marcas como Saint-Goban e Sibelco, com foco na produção de sílica para a indústria de vidro e areia de fundição.

Brito falou sobre como a mudança de rumo em sua carreira impactou na realização pessoal e profissional. E apresentou o modelo de mudança cultural adotado desde 2018 na Jundu, chamado de jornada da inovação, onde os trabalhadores estão comprometidos, inclusivos, inovadores e melhores que sozinhos. 

CBN: BANNER DIGIX 01.01 A 30.06.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O CEO, com quase quatro décadas de experiência no mercado de trabalho, levou o público a refletir sobre o que deixa as pessoas felizes e resumiu a jornada em uma frase de impacto: “gente triste não é criativa”.

Para ele, ter um propósito é o que promove sucesso e felicidade. E o caminho passa também por criar e manter relacionamentos com significado e qualidade, como amigos e família, realizar viagens, entre outras atitudes que nos preenchem no dia a dia.

Brito destacou aos participantes como a alta liderança tem papel primordial em dar o tom nos programas relacionados ao bem-estar. no ambiente de trabalho e lembrou que é importante saber que ninguém é feliz o tempo todo, mas é essencial promover ações e programas internos de comprometimento com o objetivo de melhorar os resultados corporativos.

Flexibilidade e criatividade foram as palavras-chave do CEO. "Estamos sendo forçados a sermos mais criativos, inclusivos. Não é romantismo, é uma demanda", concluiu.

CLIQUE AQUI e entre no canal de notícias da CBN CG

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande