Paranaíba, 18 de setembro
30º C
(67)99272-4655

O outro lado da 'festa das viaturas' e a pergunta que não quer calar

Longe dos holofotes e microfones, policiais ouviram um 'NÃO' bem dado do governador. Já os secretários do município em Paranaíba, do prefeito, ouviram 'SIM'

Por Redação
05/06/2017 • 15h57
Compartilhar

Na última terça-feira (30) o governador Reinaldo Azambuja, delatado pela JBS como beneficiário de mais de 22 milhões de Reais em propina e acusado de envolvimento em negociatas de pagamentos mensais de empresários do setor frigorífico no Estado, preparou um “mega evento” para entrega de viaturas policiais em Paranaíba. Enquanto isso, longe dos holofotes e microfones, a assessoria do governador deixava claro a representantes da Associação dos Militares em Paranaíba que, além de não conceder reajuste salarial, Azambuja não abriria conversa nem para uma possível correção inflacionária da classe no Estado. O Governador preparou um “festival de entrega de carros" para abafar sua negativa de melhorias salariais a policiais. É como se entregasse churrasqueiras elétricas a quem já não tem condições de comprar meio quilo de pescoço de frango.

É impossível não se lembrar que, em Paranaíba, o prefeito Ronaldo Miziara concedeu reajuste salarial à classe política do município. Na prefeitura, secretários que recebiam R$ 6.990,00 passaram a receber R$ 9.098,88, e o prefeito, que recebia R$ 17.990, recebe agora R$ 23.420.

Resta-nos pensar e nos perguntarmos se o prefeito, que enfrentou seus próprios eleitores pelo reajuste salarial da classe política, enfrentaria o governo por exemplo, defendendo reajuste salarial aos policiais.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de Cultura FM 106,3 - Paranaíba

VEJA MAIS