RÁDIOS
Três Lagoas, 19 de julho

SIG prende mulher por tráfico de drogas e fecha boca de fumo no Vila Haro

Suspeita vendia drogas na frente do Crase durante a madrugada, diz polícia

Por Alfredo Neto
08/12/2021 • 07h40
Compartilhar

O SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil prendeu uma mulher de 32 anos por tráfico de drogas, na terça-feira (7), na rua Bandeirantes, no bairro Vila Haro, região Sul de Três Lagoas.

Investigações do SIG apontaram que ‘Lerinha’, como é conhecida a mulher, estaria vendendo crack na frente do Crase (Centro de Referência e Assistência Social e Educacional) “Coração de Mãe”. Durante a tarde de terça-feira, os investigadores conseguiram localizar a suspeita.

Na residência da mulher, os policiais encontraram 12 trouxinhas de crack, balança de precisão, além de utensílios para a preparação das trouxinhas, como isqueiro, sacolinhas cortadas em retalhos, entre outros. Foi dado voz de prisão para a mulher, que foi levada para a delegacia do SIG, no bairro Jardim Morumbi, onde ela foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e depois encaminhada para o presídio feminino.

O delegado do SIG, Ailton Pereira, ressalta que denúncias para ajudar a Polícia Civil no combate ao tráfico de drogas podem ser feitas nos telefones (67) 3929-1173, e no WhatsApp (67) 9 9226 8210. As denúncias podem ser feitas 24 horas por dia e o denunciante não precisa se identificar.

O delegado ainda relatou que furtos são ligados diretamente com pontos de venda de drogas, já que muitos traficantes aceitam produtos subtraídos de trabalhadores como pagamento e muitos usuários vendem esses produtos roubados a preços abaixo do mercado. O objetivo é conseguir manter o vício nas drogas e assim manter aquecido o mercado negro da receptação que também é crime previsto em lei, com pena de reclusão.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas