RÁDIOS

ARTIGOS

Candidata Qualificada

Leia editorial do Jornal do Povo deste sábado

Por Da redação
30/07/2022 • 08h21
Compartilhar

Quem não reconhecer atributos e qualidades para o exercício da função pública em Simone Tebet é porque quer negar evidências, ou porque prefere outro candidato, ou ainda, porque “o coração tem razões que própria razão desconhece”, como disse o pensador Blaise Pascal, cientista, matemático e físico do século XVII, cujo pensamento ecoa ainda em nossos dias. Entre muitos que defendem pontos de vista de ordem pessoal e que se assemelham a motivos menos nobres ou recônditos, encontram-se, também, aqueles não capazes de apontar seus motivos fundamentados na racionalidade do pensamento. Sem uma reflexão aprofundada sobre a importância e relevância da função pública,  o apaixonado e cego por motivação política ou partidária, deixa de lado a capacidade de reflexão e abandona  emotivamente as qualidades que exornam uma pessoa. Assim tem acontecido com Simone Tebet, quando alvo de comentários que não correspondem aos atributos e qualidades que realçam a sua pessoa. Mas, o fato é que ao longo dos quase oito últimos anos no Senado da República, Simone soube com muita capacidade e competência no debate parlamentar se firmar e ser reconhecida como uma qualificada parlamentar no Congresso Nacional. Não cabe aqui redizer para os leitores do Jornal do Povo, quais os cargos e funções que exerceu na trajetória da sua vida pública.

Mas, cumpre lembrar que quem defende Três Lagoas, a nossa região, o nosso Estado, são os seus filhos quando investidos na representação popular, seja onde ela se der. O seu pai, Ramez Tebet exerceu os mandatos que lhe foram conferidos apaixonadamente olhando por Três Lagoas. Os antigos moradores da cidade lembram que Ramez na presidência do Senado Federal foi peça chave para que aqui numa disputa de localização entre estados quando Simone era prefeita da nossa Cidade, se instalasse como instalou a primeira fábrica de celulose e papel, garantindo a partir desta iniciativa a arrancada para a industrialização de Três Lagoas e a afirmação de nosso Estado como polo industrial de produção da celulose para o mundo.

Bravamente, Simone se impôs como parlamentar de reconhecida qualificação, seja no debate ou na apresentação de relevantes propostas legislativas. Altiva, comprometida com a verdade, longe dos conchavos subterrâneos do poder, não comungou com os descaminhos da nobríssima responsabilidade que deve ser observada por qualquer parlamentar que deseja servir ao seu povo e ao Brasil. Pela sua bravura parlamentar, capacidade de argumentação lógica e bem articulada, não fraquejou diante dos desafios e sempre pronta para os embates naturais do parlamento fez deles a trincheira de luta por dias melhores que queremos para o Brasil.

Na última quarta-feira, 27 de julho, tornou-se pela consagração do seu partido o MDB, candidata a Presidência da República. Nestes poucos mais de dois meses que antecedem o dia das eleições, vai cruzar o país de Norte a Sul levando a mensagem da esperança e da mudança. Fez compromisso solene de combater a fome e a miséria no país que mais produz alimentos para o mundo. E certamente, se lhe for concedida a oportunidade do exercício da incumbência em presidir o Brasil é certo que seus olhos estarão voltados, inclusive, para a terra que lhe serviu de berço para a vida. Só pelo fato de estar alçada à candidatura presidencial, Simone, desfralda a possibilidade de mudança de hábitos, costumes e atos de governo, que são reprováveis quando praticados por aqueles que se dizem arautos da moralidade pública no exercício das suas funções. Esse gesto, por si só evidencia a possibilidade de uma grande mudança na gestão da coisa pública.

Também não custa lembrar aos pessimistas e arautos de mau agouro, que candidato bem intencionado não tem medo de se submeter ao resultado das urnas,  prefere mesmo que custe antipatias, adotar o caminho da ética e da bandeira cívica que remete essa atuação para a história da sua vida política.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de Artigos