RÁDIOS
Campo Grande, 22 de junho

Grupo RCN conquista mais um prêmio de Jornalismo

Reportagem do Jornal do Povo foi uma das escolhidas pelo júri na categoria Impresso Interior

Por Lígia Sabka
15/11/2023 • 15h30
Compartilhar

Com a reportagem 'Indústrias buscam alternativas sustentáveis para reduzir volume de resíduos nos aterros' a repórter Ana Cristina Santos, de Três Lagoas, conquistou a segunda colocação no Prêmio MS Industrial de Jornalismo, promovido pela Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems). 

A solenidade de premiação foi realizada na noite dessa quarta-feira (14), na sede da Fiems, em Campo Grande e reuniu representantes dos principais meios de comunicação do estado.

O material premiado foi produzido no mês em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente e publicado no Jornal do Povo, do Grupo RCN, na edição do dia 10 de junho deste ano. A reportagem concorreu na categoria Impresso Interior.  O texto falou sobre a producão de insumos agrícolas, corretivos para o solo e fertilizantes, gerados a partir de resíduos florestais e industriais de uma fábrica de celulose. 

"Essa premiação é uma valorização ao trabalho da imprensa, dos jornalistas e veículos de comunicação, que sabem da importância de fazer um jornalismo sério e comprometido com a sociedade. É muito bom divulgar o desenvolvimento econômico, a industrialização, tão importantes para a geração de emprego e economia. E, ao mesmo tempo, mostrar que as indústrias estão preocupadas com o meio ambiente. E o Grupo RCN, através dos seus veículos de comunicação, sabe da importância e incentiva a divulgação da industrialização tão importante para o nosso Estado", disse Ana Cristina.

Clique aqui e leia a reportagem premiada.

Para o vice-presidente da Fiems, Crosara Júnior, o prêmio representa a celebração do segmento jornalístico. “É muito importante a participação da imprensa nisso tudo. Na divulgação dos desafios e tecnologias. Isso cria uma consciência global de como a indústria vive e do que precisa fazer para se alinhar as práticas sustentáveis. São mudanças que o mundo pede”, ressaltou.

Na avaliação da gerente de comunicação e marketing da Fiems, Ana Paula Dantas, a premiação é tradição na imprensa sul-mato-grossense. “Significa um estímulo para produção de reportagens que demonstram o desenvolvimento econômico local no âmbito industrial. Neste ano, sob a temática de sustentabilidade, as matérias concorrentes também funcionam como divulgadoras de práticas aliadas com a preservação do meio ambiente", ressaltou.

Já a reportagem vencedora nessa mesma categoria, de autoria de Maísse Cunha, foi sobre 'Moeda Verde, crédito de carbono é a nova aposta pela sustentabilidade no setor industrial', publicado pelo jornal O Liberal, de Campo Grande.

Ao todo, 82 trabalhos inscritos foram validados e submetidos à avaliação de uma comissão julgadora formada por jornalistas e representantes do Sistema Fiems. Destes, 14 trabalhos foram selecionados como finalistas nas categorias: radiojornalismo, telejornalismo, fotojornalismo, impresso e internet.

Neste ano, o júri foi composto pela gerente de comunicação e marketing da Fiems, Ana Paula Dantas; pelo coordenador do curso de Jornalismo da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Felipe Quintino; pelo superintendente de jornalismo da CNI (Confederação Nacional da Indústria), José Edward Lima; pelo presidente do Sindjor (Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso do Sul), Walter Gonçalvez; e pela assessora de comunicação do MPF (Ministério Público Federal), Zana Zaidan.

*Com informações da Fiems

 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande