RÁDIOS
Campo Grande, 22 de abril

Queda de braço no PL

Catan nem bem sentiu o gosto de ser candidato a prefeito e já teria sido derrubado por Bolsonaro 

Por Adilson Trindade, colunista CBN CG
23/02/2024 • 11h30
Compartilhar

O imbróglio está formado no PL com manobras dentro e fora do partido para puxar o tapete do deputado estadual João Henrique Catan (PL), escolhido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro para concorrer à Prefeitura de Campo Grande. E, para apimentar ainda mais a confusão, o deputado federal Dr. Luiz Ovando (PP) usou as redes sociais para anunciar o apoio de Bolsonaro à reeleição da prefeita Adriane Lopes (PP).

Se for confirmada a declaração de Ovando, será mais uma reviravolta no PL de Mato Grosso do Sul. Isso porque, na semana passada, Bolsonaro disse que Catan deveria ser o candidato a prefeito da Capital. E, nesta semana vem Dr. Ovando dizer que Bolsonaro anunciou apoio a reeleição de Adriane. 

Ninguém entendeu nada. Bolsonaro lança Catan e depois o retira da disputa. Mas Dr. Ovando foi incisivo e deu "nome aos bois" dos envolvidos nas articulações para levar Bolsonaro a assumir compromisso de apoiar a reeleição de Adriane.

Ele destacou a participação da senadora Tereza Cristina, presidente regional do PP e ex-ministra da Agricultura do governo Bolsonaro. A senadora teria convencido o ex-presidente a se aliar a Adriane.

Outro nome destacado por Ovando foi o Tenente Portela, presidente do PL em Campo Grande. Ele é amigo pessoal de Bolsonaro. Os dois serviram juntos o Exército em Nioaque. Portela era soldado e trabalhava como motorista do entao tenente Bolsonaro. Os dois acabaram criando uma amizade .

Não é segredo no meio político da direita, a insistência de Portela de levar o PL a apoiar Adriane. Mas as suas articulações encontraram resistência da direita, que vem defendendo candidatura própria. Para afagar a direita, Portela e o Capitão Contar, que não tem filiação partidária, estiveram com Bolsonaro e decidiram apostar em Catan para disputar a prefeitura, sem avisar o presidente regional do PL, deputado federal Marcos Pollon.

Catan já estava falando como pré-candidato a prefeito. Mas vem agora o Dr. Luiz Ovando joga água na fervura da pré-candidatura de Catan e mais lenha na fogueira da crise no PL.

Neste sábado (24), a ex-primeira-dama Michele Bolsonaro tem agenda em Campo Grande no evento PL-Mulher. Catan deverá estar por lá e verá se terá algum gesto de Michele em falar de sua pré-candidatura. Quem também pode comparecer no evento, como convidada, é a prefeita Adriane Lopes.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande