RÁDIOS
Campo Grande, 16 de junho

Vagas temporárias começam a surgir em Campo Grande

Expectativa é 2023 ter a maior geração de empregos dessa categoria desde 2012, afirma CNC

Por Isabela Duarte
20/11/2023 • 18h40
Compartilhar

A expectativa para este fim de ano é a geração de mais de 1800 vagas temporárias no comércio sul-mato-grossense. É o melhor número desde 2012, de acordo com a estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Na Capital, o Shopping Campo Grande já começou a ver o movimento das vagas aumentar. Nesta segunda-feira (20), o número de contratos temporários disponíveis é 130, com algumas lojas contratando até 40 funcionários para o Natal e Ano Novo.

A presidente da Associação dos Lojistas do Shopping Campo Grande, Aline Queiroz, afirma que existe a possibilidade de uma efetivação de temporários no próximo ano. "Contratar os temporários é um movimento natural. Se o colaborador demonstra interesse em permanecer, se ele for proativo, se ele se adaptar a essa rotina de shopping, pode ser contratado".

As maiores contratações devem ocorrer no segmento de hiper e supermercados, com 859 vagas, seguido pelo setor de utilidades domésticas e eletroeletrônicos, com 316 vagas, e pelo vestuário e calçados, com 290 contratações. 

Com o período das compras de materiais escolares chegando, livrarias e papelarias também devem ofertar vagas (137 ) e demais segmentos totalizam 210 contratações.

A economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio MS (IPF/MS), Regiane Dedé de Oliveira, traz mais detalhes sobre essas oportunidades.

"A previsão de contratação de temporários para 2023 no comércio varejista é de 1.812 vagas. O ano de 2022 foi aproximadamente 1.600 vagas, então nós tivemos um aumento, essas vagas são especificamente do comércio varejist. É interessante da parte do profissional que busca essa vaga, porque ele pode se efetivar dependendo do desempenho e da necessidade da própria empresa", coclui a economista.

No centro de Campo Grande, diversas lojas já penduraram placas e colocaram cartazes de “procura-se funcionário temporário”, “estamos contratando” ou “vaga para freelancer”. O gerente de uma das lojas de eletrodomésticos e artigos residenciais da cidade, Cleuber Ricardo, afirma que a previsão é abrir cinco vagas para a loja.

"Estamos à procura de novas pessoas, está faltando gente qualificada para nós estarmos trazendo para trabalhar. Todas as vezes que fazemos uma contratação temporária, a gente deixa claro que eles estão entrando em um período de experiência e que a contratação depende deles. Vai do desenvolvimento, da capacidade e com certeza a gente traz para o time para ficar fixo também", explica o gerente.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande