RÁDIOS
Três Lagoas, 28 de fevereiro

Centro Comercial tem índice alarmante de focos do Aedes aegypti

Região central concentra número de focos 13 vezes maior do que o satisfatório

Por Emerson William
11/02/2024 • 06h30
Compartilhar

O setor de Endemias da Prefeitura de Três Lagoas apontou que houve um aumento na concentração de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da dengue, chikungunya e zika, na região do centro comercial. De acordo com um novo resultado do Levantamento do Índice Rápido de Aedes Aegypti (LIRAa), a área apresenta um índice de infestação em 12,8%, quase 13 vezes maior do que o número considerado como “satisfatório” pelo Ministério da Saúde. Acima de 4%, na escala do boletim, já é considerado risco de surto. Devido ao número elevado, a prefeitura já classificou a situação como “alarmante”.

O levantamento também aponta que 91% dos focos de infestação estão dentro das residências e comércios. De acordo com a coordenadora de Promoção em Saúde, Aline Martins, os altos índices de concentração do mosquito na região são um problema antigo. “Esse problema na região do comércio é algo que existe há muitos anos, mas agora ele se superou”.

Para reduzir o índice, o Setor de Endemias está trabalhando em conjunto com a Promoção em Saúde da Vigilância Sanitária, com ações educativas, informativas e de vistoria. Os agentes devem promover atividades como blitz e panfletagem, além de vistoriar com maior frequência os prédios da região. 

A Associação do Comércio e Industria de Três Lagoas (Acitl) também está atuando com os órgãos públicos e deve promover um trabalho de conscientização aos funcionários da limpeza  dos comércios, com palestras sobre como identificar e eliminar possíveis criadouros.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas