RÁDIOS
Três Lagoas, 28 de fevereiro

Com cinco homicídios, novembro é o mês mais violento do ano

Número de assassinatos entre os meses de janeiro e novembro chega a 14, em Três Lagoas, no ano de 2023

Por Kelly Martins
02/12/2023 • 13h41
Compartilhar

Cinco homicídios foram registrados em Três Lagoas, somente em novembro, o que faz com que o mês seja considerado o mais violento de 2023, como aponta o setor de estatística da Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp). Este é o número mais alto de assassinatos em um período de 30 dias, que inclui uso de arma de fogo, arma branca e intervenção policial. 

O dado é visto com preocupação pelos moradores e até autoridades, que consideram o município de 132 mil habitantes, um dos mais violentos do estado. Ao todo, entre os meses de janeiro e novembro deste ano, foram 14 homicídios na cidade, 26% a menos que no mesmo período do ano anterior, quando ocorreram 19 mortes violentas. Em Mato Grosso do Sul, 401 pessoas foram assassinadas.

A Polícia Civil destaca que na maioria dos casos, os autores foram identificados e presos. O delegado regional Ailton Pereira observa que os crimes violentos decorrem do crescimento do município. Mas, pontua que a polícia tem concentrado esforços para garantir a segurança da sociedade. Conforme os dados, grande parte dos homicídios está relacionada em desentendimento pelo abuso do álcool ou desavenças por tráfico de drogas.

JPNEWS: BANNER RCN NOTICIAS PATROCINADO ATUALIZADO 23.02.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assassinatos

O caso mais recente, em Três Lagoas, é do jovem Marcos de Jesus Barbosa, de 25 anos, conhecido pelo apelido de “Galo Cego”, morto a tiros, na noite de 27 de novembro, em uma conveniência, no bairro Jardim Oiti. Dois homens invadiram o estabelecimento comercial e efetuaram vários disparos contra a vítima. Depois, fugiram em duas motos, pilotadas por comparsas. Até o momento, os suspeitos não foram presos. 

No último sábado (25 de novembro), duas pessoas morreram, sendo uma a facadas, de 33 anos, no bairro São João, e a outra, de 46 anos, durante confronto com a Polícia Militar, no Santa Rita. 

Uma ocorrência que ganhou repercussão foi a morte de um adolescente, de 17 anos, ao ser agredido com um “soco-inglês”, durante uma briga generalizada de estudantes, na circular da Lagoa Maior, na noite de 9 de novembro. Paulo Sérgio Ramos dos Santos chegou a ser socorrido pelo Samu, mas morreu no próprio local. Um andarilho, de 38 anos, também foi assassinado a facadas, na rodoviária municipal, durante discussão com outros dois colegas. O crime foi registrado no feriado de 15 de novembro e a vítima morreu no dia 22.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas