Três Lagoas, 20 de setembro
34º C
(67) 99229-0519

‘Educação financeira valoriza cada centavo’

Economista dá dicas de como realizar compras

Por Ana Cristina Santos
25/07/2021 • 13h00
Compartilhar

O Brasil vive um momento difícil em sua economia. A pandemia tirou renda de parte das famílias. Há casos de pessoas que perderam seus empregos ou fecharam seus negócios. Temos ainda, como fator agravante a inflação que vem corroendo o poder aquisitivo de todos os brasileiros. 

Esse conjunto de fatores faz com que os brasileiros vão as compras como menos dinheiro no bolso ou com menor poder de compra, obrigando-os a repensarem seus gastos. 

Será que o ato de fazer compras no supermercado pode ser melhor planejado? Quais pontos poderiam otimizar o uso do nosso dinheiro para as compras?

JPNEWS: CONQUISTA SEGUROS BONIFICAÇÃO CONTRATO 37546
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pensando nisso o Jornal do Povo entrevistou o professor de Economia da UFMS do Campus de Três Lagoas, Marçal Rogério Rizzo, que deu dicas de como realizar compras no supermercado seguindo princípios da Educação Financeira.
Vamos as 12 dicas:

1 - Observe o que realmente consome em sua casa. Compre produtos que consome na quantidade certa. Em tempos de economia é inadmissível o desperdício. 

2 - Elabore uma lista de compras contendo produtos e quantidades que necessita comprar. Evite ir ao supermercado sem uma lista de compras, afinal é uma ferramenta para manter o foco na necessidade real.

3 - Tenha um orçamento mensal. Dê limites a você sobre quanto poderá gastar no supermercado. O orçamento auxilia limitando os gastos com o supermercado ao longo do mês. Isso evita que cometa excessos. Lembre-se sempre no quanto você poderá gastar em suas compras. Há momentos que encontramos pessoas realizando compras utilizando a calculadora do celular. Seguramente esse consumidor está objetivando até onde pode ir seus gastos. Temos casos em que as pessoas se excedem na escolha de produtos e quando chega no caixa acaba deixando os produtos para trás, na pressa estando no caixa poderá deixar de levar o essencial.

4 - Evite ir ao supermercado com fome, já que a fome impulsiona as compras, especialmente de alimentos prontos para o consumo. Em tempos de economia a lista de compras deve ser respeitada.

5 - Roupas e calçados devem estar confortáveis na ida ao supermercado. Quando estamos desconfortáveis com algo machucando ou molestando perdemos o foco no que nos rodeia. As compras e os aspectos relacionados a elas devem ser o ponto central do momento. 

6 - Pondere a companhia que terá no momento das compras. Nem sempre terá com quem deixar os filhos, e crianças podem levar a gastar mais. Aqui inicia-se o processo de educação financeira dos filhos, pois deverão ser orientados que há limites de dinheiro para as compras. Já maridos, esposas ou amigos impacientes podem tirar o foco necessário para uma compra otimizada. As compras para serem bem-feitas devem ser encaradas como um passeio. Nada com pressa ou com estresse terá bons resultados.

7 - Programe-se para ir ao supermercado. O tempo é um importante aliado nas compras. Avaliar o preço, a quantidade, a marca, prazo de validade, e até mesmo se a promoção realmente vale a pena, exige tempo. Vale lembrar que produtos perecíveis necessitam de mais atenção e tempo para ser comprados.

8 - Esteja aberto para novos produtos e marcas. Nos tempos atuais em que a diversidade é tão grande ser tão fiel ao mesmo produto e a marca poderá estar te restringindo no quesito economia. Trocar produtos e marcas é uma alternativa para os tempos de economia.

9 - Conheça outros supermercados da cidade. Certamente terá algum supermercado que nunca entrou. Rotina e costumes nem sempre são seus aliados na economia do dia-a-dia.

10 - Sempre mantenha o foco no que realmente necessita. Se for ao supermercado comprar o pãozinho para o café da manhã, foque no pãozinho já que transitará por todo o supermercado e terá apelos a mais compras. Há também os dias de promoção. Seja fiel aos produtos da promoção.

11 - Muito cuidado com a reta final. Na “boca do caixa” sempre tem a nossa vista produtos que quase sempre nos amolece o bolso. Se estiver fora da lista evite.

12 - Evite comprar a sacola, leve a sua. Há supermercados que não fornecem a sacolinha para levar as compras. Se quiser há sacolas para ser adquiridas. Levando a sua sacola evitará gastos e o meio ambiente agradece.

O professor Marçal Rogério Rizzo fez uma analogia ao ato de afundar um navio, que também pode ser afundado com pequenos furos.  Advertiu que a Educação Financeira valoriza cada centavo. Nem sempre damos a atenção devida para os pequenos gastos passando desapercebidos, visto como inofensivos para a totalidade dos gastos e é justamente aí que reside a ameaça.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS