Três Lagoas, 20 de setembro
34º C
(67) 99229-0519

Em Mato Grosso do Sul, mudanças em decreto vai apertar cerco contra boates

Desde a metade do ano passado, Sejusp estuda atualizar regras de vistoria para melhorar segurança

Por Redação
30/01/2013 • 10h17
Compartilhar
Estudo examinado desde o meio do ano passado pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp-MS) prevê mudanças no decreto criado 22 anos atrás, em vigor até hoje, que trata das normas de combate a incêndios e pânicos dentro das casas de entretenimento, boates, por exemplo.

O assunto em questão virou a principal pauta dos bombeiros desde o fim de semana com a já conhecida tragédia de Santa Maria (RS), onde 232 pessoas morreram dentro de uma boate que pegou fogo. A vistoria, baseada na antiga legislação, também foi intensificada. 

As principais modificações previstas determinam o alargamento das portas saídas, e cobranças maiores aos donos de estabelecimentos construídos com materiais de potencial maior de fogo. 

Além disso, a norma nova impõe fiscalização severa em locais sem estrutura que indica os pontos de fuga dentro das casas onde ocorrem grande concentração de pessoas, segundo o coronel Oliveira Franco, chefe do Serviços Técnicos, setor do corpo de bombeiros que fiscaliza os projetos de combate a incêndios. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS