RÁDIOS
Três Lagoas, 18 de junho

Morador mantém fé e devoção em soldado encontrado morto em Três Lagoas

Quando limpava o túmulo do soldado, pedi um emprego e a graça foi concedida, disse morador

Por Israrel Espíndola
17/05/2024 • 16h15
Compartilhar

O pernambucano, Luciano Ferreira dos Santos, que alega ter 121 anos, mas não pode comprovar, nasceu na cidade de Palmeirina, e mora no bairro Nossa Senhora Aparecida, em Três Lagoas há mais de 70 anos. Para ele o bairro ainda se chama “Feijão Queimado”.

A história de Luciano é de muitas andanças. Ele já trabalhou como segurança na época da Noroeste do Brasil, a NOB, onde teve que enfrentar muito cangaço. Hoje, tem um bar, onde vende bebida para um ou outro cliente. A história que chama atenção é dele com um soldado.

Luciano Ferreira é devoto de José Carvalho de Lima, combatente que foi encontrado morto em Três Lagoas, onde hoje há um cemitério em homenagem a ele. O pernambucano alega que o soldado se tornou um santo, e já foi até abençoado por ele quando precisa de um serviço.   

JPNEWS: BANNER FAMÍLIA É TUDO 14.05 A 23.12.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como devoto, Luciano sempre foi ao cemitério e costumava limpar o túmulo do soldado. Em algumas vezes, após acabar a limpeza, ele contou que pediu um emprego e a graça foi concedida.

Em 1924, em um levante militar tenentista ocorreu em São Paulo com objetivo de derrubar o governo de Artur Bernardes. Os rebeldes não estavam contentes com os rumos tomados pelos civis enquanto líderes da república brasileira.

O Governo Federal conseguiu debelar as revoltas tenentistas no Rio de Janeiro. Em São Paulo os revoltosos se reuniram em torno do tenente Luís Carlos prestes e organizaram a coluna prestes, que percorreu o interior do Brasil denunciando os desmandos da República Velha.

Em julho de 1924, no estado de São Paulo foram 23 dias de combate intenso.  Os revoltosos aguardavam o apoio de outros estados, como Mato Grosso, Amazonas, Pará e Rio Grande do Sul.

Os tenentistas esperavam que a causa ganhasse amplitude nacional, mas os paulistas estiveram praticamente sozinhos no ataque contra a regência de Artur Bernardes.  Batalhas sangrentas aconteceram por todo o interior do estado de São Paulo. E uma delas aconteceu em solo três-lagoense ainda no estado de mato grosso

O cemitério do soldado José Carvalho de Lima, fica na divisa dos bairros São Carlos e Nossa Senhora Aparecida. E está muito bem conservado, as pessoas podem ir até o local fazer suas orações e acender vela no cruzeiro. E tem aqueles que acreditam que o soldado interceda por aqueles que vivem neste plano.

Confira na reportagem abaixo: 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas