RÁDIOS
Três Lagoas, 21 de maio

Motorista com carro de luxo é preso ao tentar subornar PMs após manobras perigosas no Jupiá

Moradores acionaram a PM e suposto empresário teria oferecido o valor de R$1 mil para cada policial

Por Alfredo Neto
22/04/2024 • 11h10
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

Um empresário, de 38 anos, foi preso ao fazer manobras perigosas e tentar subornar policiais militares, em Três Lagoas. A prisão ocorreu na tarde de domingo (21), na rua Guma, no bairro Jupiá, quando três equipes do 2º Batalhão de Polícia Militar foram mobilizadas ao local.

Ele conduzia um veículo de luxo e é três-lagoense. No entanto, seria proprietário de uma empresa em Minas Gerais (MG), segundo a PM. O motorista acabou preso após moradores do bairro se incomodar com a situação provocada por ele, na “prainha” do Jupiá.

Diversas ligações ao 190 da PM relatavam que um homem, conduzindo um carro importado de cor branca, estaria realizando as manobras perigosas pelas ruas do bairro e colocando em risco a segurança das pessoas. Uma viatura do Pelotão de Trânsito da Polícia Militar foi até lá, onde foi constatado as denúncias e dada ordem de parada para o empresário.

Ele não obedeceu as ordens e tentou fugir pelas ruas do Jupiá. Os policiais solicitaram apoio a outras viaturas de área, ocasião em que o motorista foi abordado. Ele ainda teria tentado jogar as chaves do veículo no rio Paraná, sendo impedido pelos militares.

No momento, conforme consta no boletim de ocorrência, o suspeito teria oferecido o valor de R$ 1mil a cada policial que estava na ocorrência, para que o liberasse. Ele recebeu voz de prisão por corrupção ativa, pela tentativa de subornar os agentes públicos da segurança pública, também por infrações de trânsito, sendo levado à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac). O carro apreendido foi levado para o pátio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas