RÁDIOS
Três Lagoas, 15 de julho

Policiais de Três Lagoas salva vítima de acidente na BR-262

Motorista estava preso nas ferragens e foi salvo por militares que retornavam da capital

Por Alfredo Neto
11/11/2021 • 22h50
Compartilhar

Na tarde desta quinta-feira (11) policiais militares de Três Lagoas salvaram um motorista de 57 anos, após o profissional colidir com seu caminhão na traseira de uma carreta na rodovia BR-262, entre Água Clara e Três Lagoas.

Militares do 2° Batalhão de Polícia Militar de Três Lagoas retornavam de Campo Grande, quando ao chegar no Km 130 da rodovia BR 262, se depararam com um acidente envolvendo dois caminhões. Com a força do impacto um dos motoristas acabou preso nas ferragens e o desespero ficou pior, devido a fumaça exaltada do motor do caminhão.

De mediato os soldados da Polícia Militar do 2°BPM se mobilizaram na tentativa de tirar a vítima de dentro do caminhão, devido a grande quantidade de ferros retorcidos, os militares precisaram contar com a destreza e o controle emocional devido o desespero da vítima que temia um possível incêndio no veículo.

Após muita luta e trabalho árduo, os policiais conseguiram retirar o motorista ao abrirem um  espaço na lataria do caminhão, utilizando barras de ferro. O motorista que saiu de Campo Grande com destino ao estado de São Paulo, foi retirado das ferragens só caminhão pelos policiais militares com vida e levado para o Hospital Municipal de Água Clara. Após passar por exames a vítima ficou em observação e não apresentava fraturas e nem risco de morte.

Motoristas que passavam pela rodovia e presenciaram a emocionante e dramática cena de salvamento, onde poucos metros dali,  na segunda-feira (8) duas pessoas acabaram perdendo a vida após um capotamento, registraram o trabalho heroico dos militares e enviaram para nossa reportagem.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas