RÁDIOS
Três Lagoas, 28 de fevereiro

Procon esclarece sobre aumento abusivo em conta de água de consumidor em Três Lagoas

Casal de idosos costumava pagar R$ 100 na fatura e recebeu uma cobrança de R$ 2,5 mil

Por Any Galvão
12/02/2024 • 13h34
Compartilhar

Recentemente, em Três Lagoas, um caso que chamou atenção foi o de um casal de idosos que costumava pagar em torno de R$ 100 pela conta de água, mas de repente recebeu uma cobrança no valor de R$ 2,5 mil. O casal afirma que não utilizou essa quantidade cobrada.

Aumentos abusivos nas contas de água e luz são queixas recorrentes no Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Procon). De acordo com o diretor do Procon, Juranir da Cunha Viana, os consumidores devem buscar seus direitos. Um erro comum e que passa despercebido são os vazamentos de água. Se houver suspeita de vazamento, é importante verificar o registro e, caso seja confirmado, reunir toda a documentação que comprove os reparos realizados, como notas fiscais e recibos de pagamento, para apresentar à Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) e esclarecer o motivo do aumento repentino na conta de água.

Além disso, outros erros, como falhas na leitura do hidrômetro, também podem ocorrer, mas é mais improvável, segundo Juranir.

JPNEWS: BANNER RCN NOTICIAS PATROCINADO ATUALIZADO 23.02.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O casal relatou que técnicos da Sanesul visitaram a residência e não encontraram nenhum vazamento ou irregularidade no registro. A Sanesul afirmou que todas as verificações na conexão foram realizadas, incluindo testes no medidor de acordo com as normas do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), no entanto, não foram identificadas anomalias na medição, concluindo que o volume faturado é devido.

O casal contesta e insiste em dizer que não consumiu tal quantidade de água. Segundo o diretor do Procon, quando não há evidência de vazamento ou outra irregularidade no registro, as opções de recurso são limitadas e não há o que fazer.

Confira a reportagem:

Saiba mais

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas