RÁDIOS
Três Lagoas, 28 de fevereiro

Três Lagoas se consolida como cidade industrial

Leia editorial publicado neste sábado (19) no Jornal do Povo

Por da Redação
19/08/2023 • 07h01
Compartilhar

O anúncio esperado pela retomada da instalação de UFN -3, a fábrica de fertilizantes da Petrobras, cuja construção está há quase 10 anos se arrastando, além de soar como mais uma esperança, evidencia a perspectiva de consolidação da vocação industrial de Três Lagoas.

Concluída a fábrica na sua esteira virão inumeráveis fábricas de mistura de compostos químicos que transformados em fertilizantes nitrogenados com composições adicionais variadas irão abastecer o agronegócio a custos muito mais baixos para o incremento da produção agrícola nacional.

A estrutura de escoamento da produção dessa fábrica é fantástica, só para exemplificar. Informada na época da apresentação do projeto industrial para autoridades e empresários, serão utilizadas, em média, 200 carretas para dar destino à produção de fertilizantes. Só neste quesito avalia-se o quanto movimentará Três Lagoas empregando pessoas com a instalação de inumeráveis segmentos prestadores de mão de obra e manutenção de serviços.

JPNEWS: BANNER RCN NOTICIAS PATROCINADO ATUALIZADO 23.02.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sem contar o incremento que haverá na arrecadação municipal e do próprio Estado, além de mais consumo no comércio local. A geração de emprego e renda abre novas perspectivas para a cidade, pois na esteira do funcionamento dessa indústria inumeráveis atividades e empreendimentos aqui se instalarão. A vinda prevista para outubro do presidente da Petrobras e sua diretoria à Três Lagoas para conhecer o empreendimento é alentadora.

A Petrobras já incluiu nas suas diretrizes de estratégia a retomada do empreendimento, que poderá ser anunciado no mês de novembro próximo. Esta ação só foi possível por conta da interferência decisiva da ministra do Planejamento, Simone Tebet, aliás, injustamente contestada em Três Lagoas na atualidade, por conta do seu lúcido posicionamento político nas últimas eleições quando disputou a Presidência da República.

Há de se lembrar, que quem faz pela nossa terra e sempre farão, são os seus filhos, os quais não podem e nem devem ser rejeitados por questões menores. E, por essa circunstância vale lembrar que na atualidade estamos na orfandade política, sem senador da República, sem deputado federal e estadual, embora, estejamos à salvo a despeito de fatos lamentáveis, por conta da íntegra e  competente ação política da ministra da República, Simone Tebet.

Esse episódio da retomada da implantação da fábrica da Petrobras, certamente, contribuirá para afastar seus detratores e recoloca-lá como prioridade na vida política de Três Lagoas, sem questiúnculas ou vaidades e disputas que não levam a lugar algum. Precisamos de candidatos viáveis eleitoralmete para assumirem a representação de nossa cidade nas Casas Legislativas e no Estado com o objetivo de defender o seu desenvolvimento econômico.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas