RÁDIOS
Três Lagoas, 18 de julho

Três Lagoas terá 100% de cobertura de esgoto em dois anos, planeja governo

Nesta semana, governador Reinaldo Azambuja inaugurou e lançou novas obras de saneamento básico em Três Lagoas

Por Ana Cristina Santos
01/06/2019 • 07h51
Compartilhar

Dentro de dois anos Três Lagoas terá 100% de coleta e tratamento de rede de esgoto. Atualmente, a cidade tem 82% de cobertura, segundo o presidente da Sanesul, estatal responsável por saneamento básico em Mato Grosso do Sul.

Nesta semana, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) entregou investimentos no valor de R$ 74 milhões em saneamento básico e anunciou que em dois anos Três Lagoas terá saneamento básico pleno. 

Os investimentos entregues pelo governo somaram R$ 40,4 milhões em obras de reservação de água, estação de tratamento, captação e melhoria da distribuição. E os investimentos para as obras autorizadas foram orçados em R$ 34 milhões. “Em dois anos Três Lagoas vai ter 100% de coleta e tratamento do esgotamento sanitário. Isso, são poucas cidades no mundo que tem. A cada R$ 1 investido a gente economiza R$ 5 na saúde. Isso é muito importante para a qualidade de vida”, disse.

JPNEWS: BANNER FAMÍLIA É TUDO 14.05 A 23.12.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 2016, 47% da população não tinha acesso a rede de esgoto, segundo estudo do Programa Cidades Emergentes e Sustentáveis, que culminou na elaboração do Plano de Ação Três Lagoas Sustentável, entregue à prefeitura em dezembro de 2016.

O Plano Municipal de Saneamento Básico de Três Lagoas projetou como meta de ampliação e melhorias atender, até 2021, cerca de 80% da população com coleta, tratamento e destinação adequada do esgoto. Entretanto, de acordo com o governo, daqui dois anos, a cidade terá 100% de cobertura de rede de esgoto.

CASAS

Ainda durante agenda em Três Lagoas, o governador assinou também contrato com 146 famílias que vão realizar o sonho da casa própria no loteamento Jardim das Primaveras. A área foi doada pelo município e visa atender famílias que moram em barracos por meio do projeto Lote Urbanizado. As casas são construídas por sistema de mutirão, em uma parceria entre Governo do Estado e prefeitura. 

O investimento do Estado na construção das bases das casas soma R$ 1,3 milhão. O prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) destacou que esse projeto só se tornou possível por meio de parcerias.

Guerreiro autorizou também a elaboração de um projeto para a instalação de iluminação pública no local.
O prefeito informou que nos próximos dias será definida a empresa que vai ajudar na construção das casas. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas