RÁDIOS
Campo Grande, 20 de maio

Aumento de casos de síndromes gripais faz doações de sangue caírem 30% neste ano

Nos primeiros 17 dias de janeiro de 2021, foram 1.650 bolsas coletadas e no mesmo período de 2022, foram 1.177

Por Giovanna Dauzacker
20/01/2022 • 12h30
Compartilhar

As doações de sangue estão quase 30% menor em janeiro deste ano em Campo Grande, frente ao mesmo período de 2021. Nos primeiros 17 dias do ano passado, foram coletadas 1.650 bolsas sanguíneas, quantidade que caiu para 1.177 em 2022.

A redução significativa pode ser consequência do aumento de casos de síndromes gripais e Covid-19 no Estado, segundo a coordenadora de comunicação do Hemosul, Mayra Franceschi. “Está dando gripe forte, né. Então assim, quem não está com uma coisa, está com outra”.

Entre os tipos sanguíneos, os que estão em situação mais crítica são os O+ e O-.

TODAS AS PRAÇAS: BANNER FORUM CBN
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As doações de sangue podem ser feitas em três pontos na Capital:

- No Hemocentro Coordenador, localizado na Av. Fernando Correa da Costa, 1304, Centro, de segunda à sexta-feira, das 7h às 12h;

- No Hemosul Santa Casa, localizado na rua Rui Barbosa, 3633, Centro, de segunda à sexta-feira, das 7h às 12h;

- No Hemosul Hospital Regional, localizado na rua Engenheiro Lutherio Lopes, 36, Aero Rancho, de segunda à sexta-feira, das 7h às 12h;

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande